Trabalhadores

Ameaça de despedimentos no Grupo Cabelte

Tomei conhecimento de que o Grupo Cabelte, uma empresa com unidades industriais situadas no Norte de Portugal, não vai renovar os contratos de trabalho a prazo na sua unidade de Arcozelo, em Vila Nova de Gaia. Esta medida abrange cerca de 25 trabalhadores e a empresa está a pressionar os trabalhadores com contrato a termo a rescindirem-nos por mútuo acordo.

Situação na empresa Jado Ibéria

A empresa Jado Ibéria, pertencente ao grupo multinacional Ideal Standard International, instalada em Portugal, no distrito de Braga, recorreu, pela quarta vez, a um processo de lay-off (depois de o ter feito já, anteriormente, por três vezes, nos últimos quatro anos).

Despedimento colectivo na empresa PANRICO

Recentemente, a empresa Panrico – Produtos Alimentares, S.A., a funcionar na região de Lisboa e em Vila Nova de Gaia, a qual foi recentemente adquirida pela empresa gerente de investimentos Oaktree, comunicou aos trabalhadores a realização de um despedimento colectivo, envolvendo 47 trabalhadores.

Livre circulação

Não basta afirmar que a liberdade de circulação dos trabalhadores é um princípio básico da União Europeia. É preciso garantir que a todos são assegurados direitos iguais, que as orientações da União Europeia e as políticas económicas criam os empregos necessários para todos e que se garantem os mecanismos económico-sociais necessários para evitar qualquer tipo de dumping social.

Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização

Neste debate, depois de ouvir o Senhor Comissário, a primeira palavra só pode ser de indignação face às informações que nos deu referentes à recusa, por parte do Conselho, do prolongamento da derrogação, devido ao prolongamento da crise, para se ter uma cláusula mais favorável no financiamento do Fundo Europeu d

Avaliação intercalar da estratégia europeia para a saúde e a segurança no trabalho 2007-2012

O relatório hoje aprovado critica a revisão intercalar da estratégia comunitária de saúde e segurança no trabalho. Considera também que a revisão não forneceu qualquer informação substancial sobre a situação dos Estados-Membros em relação à estratégia da UE.

Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização - caso renault

A minha votação, neste caso Renault, foi sobretudo um voto de protesto pela actuação do PPE que impediu a votação de uma emenda do Grupo Liberal a exigir que os direitos dos trabalhadores da Renault não fossem postos em causa por recentes decisões do Governo francês. Recorde-se, por outro lado, que a Renault teve lucros de milhões de euros e o Estado francês é um dos accionistas desta empresa.

Livre circulação dos trabalhadores na União Europeia

Não é aceitável que os cidadãos búlgaros e romenos continuem a ser discriminados por alguns Estados - Membros da União Europeia no seu acesso ao respectivo mercado de trabalho.

Debate sobre as Conclusões da reunião do Conselho Europeu

Se dúvidas houvesse, a realidade aí está a demonstrar que esta Cimeira foi mais uma oportunidade perdida para encontrar as respostas, tornar as decisões que se impunham face à crise do capitalismo que se aprofunda e generaliza.

Mobilização do FEG: Itália

Esta é a vigésima terceira candidatura que foi examinada no nosso Grupo de Trabalho da Comissão do Emprego e Assuntos Sociais, a título do orçamento de 2011. Diz respeito à mobilização de um montante total de 3 918 850 euros do FEG para a Itália. Resulta de 643 despedimentos, 528 dos quais são elegíveis para apoio, em 323 empresas de construção de edifícios.