Trabalhadores

A matriz ideológica da União Europeia é incompatível com o desenvolvimento e o bem estar dos povos

Nestes 28 anos em que Portugal se integrou na União Europeia e depois na União Económica e Monetária pela mão dos governos do PSD, CDS e PS que os portugueses e o País sentiram, e bem, grandes constrangimentos logo, na alienação de partes importantes da sua soberania, na situação económica, e um retrocesso social que pôs em causa mesmo direitos básicos.

Romper com a política de direita, continuar a luta pela alternativa política, patriótica e de esquerda

Como o tempo se encarregou de demonstrar, o agravamento dos problemas e contradições dentro da União Europeia resultam, fundamentalmente, da adopção e aprofundamento de uma política que ao assumir como opção estratégica do grande capital o neoliberalismo, o federalismo e o militarismo, aprofundou também as políticas anti-laborais, acentuou as desigualdades económicas e sociais entre os países memb

Aprovado relatório de deputada do PCP sobre o sector mineiro

Aprovado relatório de deputada do PCP sobre o sector mineiro

A Comissão do Desenvolvimento Sustentável, do Ambiente, da Política Energética, da Investigação, da Inovação e da Tecnologia da Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana (EUROLAT) aprovou um relatório sobre o sector mineiro do qual Inês Zuber, deputada do PCP, é a relatora do Parlamento Europeu.

Bosch e o respeito pela legislação laboral

A Bosch Car Multimedia situada em Portugal é uma das muitas filiais do Grupo Bosch, uma das maiores sociedades industriais privadas a nível mundial especializada no fabrico de componentes automóveis, para além de electrodomésticos, ferramentas eléctricas, sistemas de segurança e termotecnologia.

Promoção da participação financeira dos trabalhadores

Será esta iniciativa benéfica para os trabalhadores ou apenas uma forma de tentar responsabilizar os trabalhadores pelos problemas de gestão e problemas financeiros criados por aqueles que sempre lucraram e agora necessitam de ser salvos.

Miguel Viegas, deputado do PCP ao Parlamento Europeu, de visita ao distrito de Braga

Miguel Viegas, deputado do PCP ao Parlamento Europeu, de visita ao distrito de Braga

No quadro das habituais visitas dos eleitos do PCP, Miguel Viegas, deputado no Parlamento Europeu esteve esta sexta-feira no distrito de Braga. De manhã esteve na empresa Continental Mabor, reunindo com a administração e posteriormente com as organizações representativas dos trabalhadores. No início da tarde, esteve em contacto com os trabalhadores em greve do Hotel da Estação.

Violação dos Direitos dos Trabalhadores

Segundo o relatório da Comissão dos Direitos Sociais do Conselho da Europa relativo aos direitos laborais, Portugal não cumpriu, em 2014, dez dos artigos subscritos na Carta Social Europeia. São exemplo:

- O trabalho realizado durante os feriados não foi devidamente pago;

«Direitos dos trabalhadores e contratação colectiva»

«Direitos dos trabalhadores e contratação colectiva»

Com o objectivo de debater a acção e a perspectiva de valorização do trabalho e dos trabalhadores enquanto condição e objectivo de progresso social, realizou-se em Setúbal o Seminário “Direitos dos Trabalhadores e Contratação Colectiva”, promovido pelo PCP e pelo GUE/NGL – Grupo da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Verde Nórdica do Parlamento Europeu.

Resolução sobre organização do tempo de trabalho no sector do transporte por vias navegáveis interiores

O acordo relativo a aspectos específicos da organização do tempo de trabalho no sector do transporte por vias navegáveis interiores estabelece prescrições mínimas de segurança e de saúde de trabalho, o qual tem aspectos positivos de que é exemplo o direito a pelo menos quatro semanas de férias anuais remuneradas ou o benefício de exames de saúde anuais gratuitos.

Situação Empresa Postejo

Temos informações de que a empresa de pré-fabricados de cimento Postejo SA, situada em Benavente, não tem cumprido com várias das suas responsabilidades com os trabalhadores, desde 2011. Em falta estão os subsídios de Natal e de férias de 2013 e 2014, tendo também diuturnidades por pagar, valores que acumulados, ascendem a centenas de euros por trabalhador.