Posições Políticas

Solidariedade do PCP com as populações do Baixo Mondego

Solidariedade do PCP com as populações do Baixo Mondego

Sandra Pereira, deputada do PCP no Parlamento Europeu, acompanhada de uma delegação da Comissão Concelhia de Montemor-o-Velho e da DORC, visitaram esta manhã às zonas afectadas pelas cheias naquele concelho.

Ver vídeo
Orçamento do Estado para 2020 e as respostas inadiáveis de que o País precisa

Orçamento do Estado para 2020 e as respostas inadiáveis de que o País precisa

1. A Proposta de Orçamento do Estado para 2020 entregue pelo Governo suscita duas observações gerais:

- a primeira, para assinalar que se trata de uma proposta de Lei do Orçamento do Estado da responsabilidade do Governo PS, determinada pelo seu programa, pelo conteúdo da sua acção governativa e das suas opções que limitam, e em diversos planos impedem, a resposta a questões centrais indispensáveis para assegurar o desenvolvimento económico e social do País.

Sobre a classificação da candidatura dos «Caretos de Podence» como Património Cultural e Imaterial da Humanidade pela UNESCO

Sobre a classificação da candidatura dos «Caretos de Podence» como Património Cultural e Imaterial da Humanidade pela UNESCO

A DORBA do PCP valoriza e considera que a decisão anunciada na Assembleia-Geral da XIV Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural e Imaterial da UNESCO, que decorre até sábado, em Bogotá, Colômbia, de classificar a candidatura portuguesa “As Festas de Inverno Carnaval de Podence” como Património Cultural e Imaterial da Humanidade reconhece valor cultural às práticas ancestrais e manifestações culturais, ainda presentes, das populações do Nordeste Transmontano.

Ver vídeo
O Orçamento do Estado que o País precisa, e pelo qual o PCP se baterá, tem de dar prioridade à solução dos problemas nacionais

O Orçamento do Estado que o País precisa, e pelo qual o PCP se baterá, tem de dar prioridade à solução dos problemas nacionais

Estas são as primeiras Jornadas Parlamentares de uma nova legislatura que desejamos e tudo faremos para seja ainda mais profícua e vá mais longe do que aquela que findou, em 6 de Outubro, na resposta aos problemas estruturais do País, aos seus atrasos, às profundas desigualdades sociais e regionais, e aos muitos outros problemas que condicionam a vida dos trabalhadores e do povo.