Posições Políticas

Sobre os novos anúncios de medidas do Conselho de Ministros (extraordinário) a propósito do «interior»

Sobre os novos anúncios de medidas do Conselho de Ministros (extraordinário) a propósito do «interior»

1. É preciso bem mais do que propaganda e anúncios. O que o País, o Mundo Rural e os diversos territórios precisam é de uma visão estratégica e de medidas concretas a si associadas e da sua efectiva concretização.

Ver vídeo
Centenário de Armando Castro «Um legado que perdura»

Centenário de Armando Castro «Um legado que perdura»

No 100.º aniversário do nascimento de Armando Castro, prestamos homenagem a um homem íntegro, a um resistente anti-fascista, a um extraordinário investigador e cientista, a um advogado distinto, a um professor que deixou uma marca indelével na Universidade, prestamos homenagem a um militante comunista.

Armando Castro é bem um vulto do pensamento e um infatigável estudioso, mas também um homem de acção, um intelectual com causas e convicções, que interveio em todas as grandes lutas do seu tempo pela liberdade e a emancipação social.

Ver vídeo
Sobre a Cimeira belicista da NATO e a necessidade da luta pela paz

Sobre a Cimeira belicista da NATO e a necessidade da luta pela paz

A Cimeira da NATO, pelos objectivos que estão colocados, representa um passo mais na acrescida ameaça à paz no mundo.

Ver vídeo
«Os povos não ganham nada com a escalada militarista da NATO»

«Os povos não ganham nada com a escalada militarista da NATO»

O PCP esteve presente no Acto Público «Sim à Paz! Não à NATO!» em solidariedade com a luta pelo desarmamento, em especial o desarmamento nuclear.

O Secretário-Geral do PCP sublinhou que a Cimeira da NATO, que se realiza de 11 e 12 de Julho em Bruxelas, pode constituir mais um passo na escalada militarista sob a direcção dos Estados Unidos da América.

Sobre o acordo entre a ANMP e o Governo sobre Transferência de Competências e Finanças Locais

Sobre o acordo entre a ANMP e o Governo sobre Transferência de Competências e Finanças Locais

Ao acordo que havia sido subscrito entre o governo PS e o PSD, com todo o significado que contém, soma-se agora um acordo entre o governo PS e o Conselho Directivo da ANMP cujo conteúdo indicia a concordância, no essencial, com o que o governo pretende concretizar neste processo, que não só fica aquém do que seria necessário para o reforço do Poder Local Democrático, como cria condições para o acentuar de dificuldades de natureza administrativa, financeira e até política para as autarquias locais.