Trabalhadores

Ver vídeo
«Este é um tempo que nos exige não abdicarmos de continuar o combate necessário de valorização do trabalho e dos trabalhadores»

«Este é um tempo que nos exige não abdicarmos de continuar o combate necessário de valorização do trabalho e dos trabalhadores»

Senhoras e senhores jornalistas,
Camaradas:

Realizamos as nossas Jornadas Parlamentares com um programa envolvente a toda a Área Metropolitana de Lisboa, dando uma particular atenção aos seus problemas e das pessoas que aqui vivem e trabalham, mas também com os olhos postos na situação do País, nas condições de vida dos trabalhadores e do povo, e determinados pelo objectivo de lhes dar melhores soluções com a nossa iniciativa e proposta.

Ver vídeo
«A resposta aos impactos reais da epidemia e aos problemas estruturais do país exige a política alternativa defendida pelo PCP»

«A resposta aos impactos reais da epidemia e aos problemas estruturais do país exige a política alternativa defendida pelo PCP»

Camaradas e amigos,
Caros convidados,
Senhoras e senhores jornalistas,

Temos já há mais de um ano o país a braços com uma epidemia cujos significativos impactos sociais e económicos ninguém se atreve a negar e que veio expor de forma inequívoca as debilidades e vulnerabilidades a que mais de quatro décadas de política de direita sujeitaram o país, evidenciando com cristalina clareza a necessidade da política alternativa defendida pelo PCP como verdadeira solução para os problemas nacionais.

Ver vídeo
Sobre o acórdão do Tribunal Constitucional relativo a matérias de legislação laboral

Sobre o acórdão do Tribunal Constitucional relativo a matérias de legislação laboral

A propósito da decisão ontem anunciada pelo Tribunal Constitucional relativamente à apreciação da constitucionalidade que foi suscitada pelos deputados do PCP à cerca da legislação laboral, particularmente na matéria relativa do alargamento do período experimental.

Ver vídeo
Combater todas as formas de trabalho precário e reforçar a ACT

Combater todas as formas de trabalho precário e reforçar a ACT

Sr. Presidente,
Srs. Deputados,

Temos uma realidade económica e social cujo agravamento vai bem além do contexto do surto epidémico - que, aliás, tem servido de pretexto para as práticas mais abusivas, arbitrárias e ilegais por parte das entidades patronais.

Há uma da consideração generalizada de que tudo se vende e tudo se compra, incluindo a dignidade humana.

Há uma realidade de brutal exploração e atropelo de direitos laborais, atingindo centenas de milhares de trabalhadores – e de forma particular os trabalhadores imigrantes.

Ver vídeo
A execução do Orçamento do Estado para 2021 e a resposta do Governo aos problemas do país

A execução do Orçamento do Estado para 2021 e a resposta do Governo aos problemas do país

A evolução da situação nacional e a dimensão dos problemas com que o País se confronta têm revelado nos últimos meses, não só a necessidade de utilizar todas as possibilidades e instrumentos de que o Orçamento do Estado para 2021 dispõe, mas também a adopção de outras medidas e opções que estão para lá da matéria orçamental e que requerem a mobilização de instrumentos, meios e políticas que o Governo PS persiste em não assumir.

Defend rights to respond to workers' problems

Defend rights to respond to workers' problems

A day that began at the gates of hundreds of companies, in contact with thousands of workers and that ended in Parliament. Precariousness, low wages, deregulation of working hours, blackmail by employers, in a word: the exploitation of workers in Portugal was echoed in the Assembly of the Republic by the voice of communist MPs. The denunciation was coupled by the concrete proposal for the resumption and achievement of rights (of decent wages, decent hours, fight against precariousness and "low-cost" dismissals) but also by a direct call to continue on the streets, for struggle, company by company, sector by sector, right by right, working time by working time: "let no one disarm in the battle for the right to work with rights".

Ver vídeo
Combater a exploração dos trabalhadores que tudo sacrifica à acumulação do lucro

Combater a exploração dos trabalhadores que tudo sacrifica à acumulação do lucro

1.ª Intervenção

Senhor Primeiro Ministro:

Trago novamente a este debate o tema da vacinação, porque apesar dos esforços desenvolvidos pelos milhares de profissionais e pelos responsáveis do programa, a situação que temos no País, ainda está longe de ser satisfatória e ela podia ser melhor.

Temos sublinhado que no combate à COVID-19 se impõe agir com determinação em três direcções:

- testagem massiva, definindo critérios e prioridades rigorosas;