PCP

Ver vídeo

Sobre veto do Presidente da República à Lei de Financiamento dos Partidos

Sobre o veto do Presidente da República ao Decreto de Lei de Financiamento dos Partidos, António Filipe na sua intervenção afirmou "o PCP não renega nada do que assinou ou do que aprovou e não se deixa intimidar por quaisquer campanhas de manipulação de opinião pública. A nós não nos intimidam!"

Pelo falecimento de Augusto Pólvora

Augusto Manuel Carapinha Pólvora, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, faleceu no passado dia 2 de julho, aos 57 anos, vítima de doença prolongada.

Nasceu e viveu em Sesimbra, sempre profundamente ligado à vida do seu concelho. Foi um lutador pelo progresso e desenvolvimento da região de Setúbal e do concelho de Sesimbra.

Firme e combativo, dedicou a sua vida à luta pela democracia, pela liberdade e pelo socialismo.

Militante do Partido Comunista Português desde muito jovem. Integrava a Comissão Concelhia de Sesimbra e a Direcção da organização Regional de Setúbal do PCP.

Pelo falecimento de José Alberto Pires

José Alberto Pires faleceu no passado dia 4 de Junho, aos 92 anos de idade.

Foi técnico e desenhador de máquinas, funcionário da Junta de Emigração e posteriormente funcionário parlamentar – entre Maio de 1955 e Fevereiro de 1993 –, tendo sido responsável pela criação do Núcleo de Relações Públicas e posteriormente Chefe de Divisão das Relações Públicas desde 1971 até à sua aposentação em 1993.
Envolveu-se na campanha presidencial de Humberto Delgado, altura em que considerava ter-se definido politicamente contra o regime.

Pelo falecimento de Miguel Urbano Rodrigues

Faleceu no passado dia 27 de Maio, aos 91 anos, Miguel Urbano Rodrigues, reconhecido jornalista e escritor com percurso de intervenção política em Portugal e no estrangeiro, antes e depois do 25 de Abril, ao longo de muitas décadas.

Nascido em Moura em Agosto de 1925 numa família de tradição republicana, Miguel Urbano Rodrigues cedo abraçou a carreira de jornalista, primeiro no Diário de Notícias e depois no Diário Ilustrado.

Jornadas Parlamentares do PCP no distrito de Coimbra

Jornadas Parlamentares do PCP no distrito de Coimbra

O PCP realiza estas Jornadas Parlamentares no distrito de Coimbra que incluiu um vasto conjunto de contactos, visitas e reuniões de trabalho, cujo o tema central é a libertação de Portugal dos constrangimentos que impedem o País de se desenvolver, de concretizar uma política de apoio à produção nacional, ao investimento, à criação de emprego, com o objectivo de tornar mais evidente que estes constrangimentos não estão desligados dos problemas concretos dos trabalhadores e do povo, antes pelo contrário, são problemas da vida de todos os dias, em todas as áreas e sectores.

Ver vídeo
«Libertar Portugal do colete-de-forças é indispensável para o desenvolvimento nacional»

«Libertar Portugal do colete-de-forças é indispensável para o desenvolvimento nacional»

Na intervenção de abertura das Jornadas Parlamentares que o PCP realiza no distrito de Coimbra, João Oliveira afirmou que "libertar Portugal deste colete de forças é indispensável para o desenvolvimento nacional, o progresso e a justiça social. Renegociando a dívida, libertando o País da submissão ao Euro a assegurando o controlo público da banca não se resolverão de imediato todos os problemas nacionais. Mas libertam-se recursos financeiros e criam-se condições para uma política de investimento e de apoio à produção nacional, de criação de emprego e de modernização dos sectores produtivos e das infraestruturas, de justiça social e mais justa distribuição da riqueza".

Sobre o voto de condenação da ilegalização do Partido Comunista da Ucrânia

Sr. Presidente,
Srs. Deputados,

Agastada com a aprovação por esta Assembleia de um voto de condenação da ilegalização do Partido Comunista da Ucrânia pelas autoridades de Kiev, a Sr.ª Embaixadora da Ucrânia decidiu usar as páginas da imprensa portuguesa, de forma arrogante e sobranceira, para atacar violentamente a Assembleia da República por defender as liberdades democráticas.

Ver vídeo

Pelo falecimento de Georgette Ferreira

No passado dia 3 de fevereiro faleceu em Lisboa, aos 91 anos de idade, Georgette Ferreira.

Natural de Alhandra, filha de operários agrícolas, começou a trabalhar nos campos das Lezírias do Ribatejo aos 8 anos. Tornou-se operária aos 16 anos e iniciou o seu trabalho na Fábrica de Fiação de Vila Franca de Xira.

Aderiu ao PCP em 1943 e logo nesse ano encabeçou a organização de uma greve vitoriosa de costureiras por aumento de salário.

Ver vídeo
PCP anuncia que votará a favor do Orçamento do Estado para 2017

PCP anuncia que votará a favor do Orçamento do Estado para 2017

Numa declaração à imprensa, o Secretário-Geral do PCP afirmou hoje que "o balanço que fazemos da discussão efectuada permite desde já anunciar que o PCP, em votação final global, votará a favor do Orçamento do Estado para 2017. Este não é o Orçamento do PCP. O que se vai tornando cada vez mais óbvio à medida que se vai estreitando o caminho imposto pela submissão aos grupos monopolistas, à União Europeia e ao Euro é a necessidade de uma ruptura com a política de direita que abra caminho a uma política alternativa patriótica e de esquerda."