Posições Políticas

Alteração na composição do Grupo Parlamentar do PCP

Alteração na composição do Grupo Parlamentar do PCP

O quadro político, as perspectivas de evolução da situação nacional e a concretização dos objectivos, projecto e papel do PCP ao serviço dos trabalhadores, do povo e do País, colocam acrescidas exigências ao trabalho de direcção, à intervenção geral do PCP e também ao trabalho do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, que vão ser respondidas por um menor número de deputados.

Sobre a não presença do PCP na tomada de posse do XXII Governo Constitucional

Sobre a não presença do PCP na tomada de posse do XXII Governo Constitucional

A pedido de vários órgãos de comunicação social, sobre a não presença do PCP na tomada de posse do XXII Governo Constitucional, esclarece-se:

Foi prática de décadas do PCP não participar na tomada de posse de governos. Em 2015, a presença do PCP, mais do que a sinalização da tomada de posse do governo, foi a marcação de uma posição política face à obstinação do então Presidente da República, Cavaco Silva, de tudo fazer para manter em funções o governo PSD/CDS, contra a vontade do povo português.

Desmantelamento do Ministério da Agricultura é retrocesso e erro histórico

Desmantelamento do Ministério da Agricultura é retrocesso e erro histórico

O anúncio por parte do Primeiro-Ministro da nova estrutura orgânica do XXII Governo Constitucional constitui, no que respeita à área da Agricultura, da Floresta e do Desenvolvimento Rural (espalhando-as por três ministérios distintos), um erro e um retrocesso histórico.

Ver vídeo
Foi com a organização do Partido que enfrentámos as duras batalhas, será com o reforço da organização do Partido que construiremos os caminhos do futuro

Foi com a organização do Partido que enfrentámos as duras batalhas, será com o reforço da organização do Partido que construiremos os caminhos do futuro

As nossas cordiais saudações a todos os camaradas presentes neste nosso Encontro Regional de Quadros do distrito do Porto.

Ver vídeo
Dois anos após os incêndios de Outubro de 2017

Dois anos após os incêndios de Outubro de 2017

A 15 e 16 de Outubro de 2017, inúmeros concelhos do Centro e do Norte do País foram fustigados por violentos incêndios, fazendo arder centenas de milhares de hectares de floresta, afectando cerca de mil e quinhentas habitações, atingindo, muitas totalmente, mais de meio milhar de empresas, destruindo inúmeras espécies vegetais e animais, com impacto muito significativo do ponto de vista ambiental, com uma perda inestimável de 80% do Pinhal de Leiria, com graves prejuízos ambientais, e – o mais importante – provocando meia centena de mortos.

Ver vídeo
Sim, cá estamos! Com a força que nos dá a luta e com o nosso projecto e ideal

Sim, cá estamos! Com a força que nos dá a luta e com o nosso projecto e ideal

Acabámos de travar a última das batalhas eleitorais do presente ano. Um ano que foi particularmente exigente. Foi um ano de muitos combates e em múltiplas frentes, na frente da luta de massas e social, nas instituições, na frente eleitoral, da organização do Partido e da construção da Festa do «Avante» que mais uma vez realizámos com êxito, e que exigiram uma grande entrega e esforço de milhares de militantes comunistas e de todo o nosso Partido.

Apoio Bienal às Artes: resultados demonstram, mais uma vez, a clara insuficiência do orçamento para a Cultura

Apoio Bienal às Artes: resultados demonstram, mais uma vez, a clara insuficiência do orçamento para a Cultura

1 – Os resultados referentes ao concurso de apoio bienal às Artes, publicados com atraso, no dia de hoje, evidenciam o que o PCP há muito vem denunciando: o orçamento para a Cultura é manifestamente insuficiente e põe em causa o cumprimento do direito à criação constitucionalmente consagrado.