Internacional

«A manifestação»

O prof. Freitas do Amaral não foi à manifestação pela paz. O PS do dr. Ferro Rodrigues também não.

O prof. Freitas do Amaral entendeu que a manifestação fora partidarizada. Em seu entender, tal sucedeu porque houve partidos que a apoiaram. Essencialmente, claro, o PCP.

O PS do dr. Ferro Rodrigues também não foi. As explicações são mais embrulhadas, mas, parece, queria evitar que a manifestação - fosse partidarizada!

Em resumo, não foram.

Percebe-se o prof. Freitas.

«Resumindo e concluindo»

Embora esquecendo-se de dizer em que dia e em que termos, Durão Barroso anunciou na AR na passada quinta-feira, e de forma inteiramente clara, que o seu Governo já tinha autorizado a cedência da Base das Lajes aos EUA.

O anúncio não passou despercebido mas não se perde nada em desvendar melhor o que aquela afirmação verdadeiramente significou.

Sobre mais uma atitude de subserviência de Durão Barroso

O PCP considera lamentável e condenável que o Primeiro-Ministro português se tenha associado a uma declaração conjunta de vários primeiros-ministros europeus com o objectivo de pretender isolar as posições assumidas pela França e Alemanha e pressionar o Conselho de Segurança para que venha a agir como mera caixa de ressonância da fúria belicista da Administração Bush.

Apelo do PCP: Paremos a guerra antes que comece!

O PCP manifesta a sua mais viva preocupação pela extraordinária gravidade dos declarados propósitos belicistas dos EUA em relação ao Iraque.

Mensagem enviada a Lula da Silva

Prezado Companheiro Lula da Silva

É com grande satisfação que o felicito pela sua eleição como Presidente do Brasil, desejando-lhe os maiores sucessos no exercício de tão altas responsabilidades.

Sobre a situação no Médio Oriente

Confrontado com a situação intolerável que se vive neste momento nos territórios autónomos palestinianos o PCP não pode deixar de erguer mais uma vez a sua voz contra a inqualificável política de terror e violência levada a cabo pelo governo e exército israelitas contra o Povo Palestiniano e seus representantes.

Situação em Ramallah - Carlos Carvalhas escreve ao Presidente da República e ao Primeiro-Ministro

Em carta hoje entregue na Presidência da República, e invocando «a gravidade da situação no Médio Oriente e a situação alarmante em que se encontra o Presidente Yasser Arafat», o Secretário-Geral do PCP apelou ao Presidente da República para que «exerça a sua legítima influência para que Portugal faça ouvir a sua voz na União Europeia e na ONU exigindo que o governo israelita levante imediatamente

Hiroshima e o combate pela paz

O dia 6 de Agosto marca mais um triste aniversário do lançamento sobre Hiroshima da primeira bomba atómica.

PCP reclama completo esclarecimento sobre impedimento de participação na manifestação de Sevilha

O PCP considera de extraordinária gravidade, o facto da sua delegação à manifestação de Sevilha por ocasião do Conselho Europeu, tal como outras participações de portugueses, ter sido impedida de atravessar a fronteira para exercer o legítimo direito de manifestação.

PCP e JCP presentes em Sevilha

Uma delegação do Partido Comunista Português e da Juventude Comunista Portuguesa, com cerca de 100 participantes e que integra Ângelo Alves, membro do Comité Central e da Secção Internacional do PCP, participará na manifestação “contra a Europa do capital e da guerra”, que se realizará no próximo dia 22 de Junho (Sábado), em Sevilha.