Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Sobre a comunicação do Senhor Presidente da República

1. O PCP regista e avalia de forma positiva o facto de o Presidente da República ter reafirmado as suas anteriores posições em relação à guerra contra o Iraque, e designadamente as suas considerações sobre a ilegitimidade de uma guerra desencadeada unilateralmente pelos EUA fora do quadro das Nações Unidas e em violação do direito internacional.

2. Entretanto, o PCP regista e lamenta a ausência na comunicação do Presidente da Repúblico de um juízo claramente crítico da Cimeira dos Açores, da sua real natureza e verdadeiro significado e do correspondente envolvimento político do Governo numa orientação frontalmente contrária à perfilhada e divulgada pelo Presidente da República nas semanas que precederam aquele conclave.

3. O PCP considera, por fim, que teria sido pertinente que o Presidente da República, em correspondência com a indignação que percorre a sociedade portuguesa, tivesse exercido o direito, que legitimamente lhe assistia, de se pronunciar de forma explícita e directa sobre a grave conduta política do Governo em todo este processo, tendo em conta, além do mais, não se tem sentido na obrigação de respeitar qualquer solidariedade institucional com o Presidente da República.

>
  • Soberania, Política Externa e Defesa
  • Central
  • Declarações e Comunicados do PCP