Nota do Secretariado do Comité Central do PCP

Quinta do Cabo já pertence à Festa - Um grande êxito. Uma afirmação de confiança no futuro.

Quinta do Cabo já pertence à Festa - Um grande êxito. Uma afirmação de confiança no futuro.

A Campanha Nacional de Fundos «Mais Espaço mais Festa. Futuro com Abril» iniciada em Outubro de 2014 com o objectivo de fazer face aos encargos decorrentes da aquisição da Quinta do Cabo para o alargamento e valorização da Festa do Avante! e oferecer melhores condições aos seus visitantes, constituiu um importante êxito político, um testemunho da determinação, iniciativa e criatividade das organizações e dos militantes, uma prova de reconhecido apoio e identificação de muitos outros democratas e amigos da Festa com o que ela representa de inigualável realização cultural e política.

Construído com a participação da organização do Partido, o amplo empenhamento de muitos militantes e amigos do Partido e da Festa, o êxito do Campanha de Fundos é a demonstração do enraizamento da Festa na juventude, nos trabalhadores e no povo português e da larga aspiração que constitui construir uma Festa do Avante! maior e melhor para ser vivida e usufruída por todos os que a visitam e fazem sua. Mas é sobretudo uma afirmação de confiança no futuro. Só um partido ligado às massas, confiante na justeza do seu projecto e objectivos, seguro da vitalidade dos valores de Abril e da sua projecção futura ousaria empreender, no quadro da complexa situação do País, uma campanha dirigida à angariação da verba necessária à concretização da aquisição do novo espaço que agora se acrescenta e enriquece a Festa do Avante!.

O êxito da Campanha Nacional de Fundos num período marcado pelas consequências económicas e sociais da aplicação do Pacto de Agressão só foi possível porque, apesar das dificuldades que atingiram os trabalhadores e o povo, milhares e milhares de pessoas, pela sua identificação do papel e do projecto do PCP ou pela valorização que fazem da Festa do Avante!, sentiram necessidade de dar a sua contribuição financeira, muitas vezes modesta como modestas são as suas possibilidades, mas de um enorme significado na sociedade em que vivemos.

A recolha de um montante superior a um milhão e duzentos mil euros, é uma importante demonstração, tal como a Festa do Avante!, da capacidade realizadora do colectivo partidário. Mas é também para lá da sua expressão financeira, um elemento de grande significado político pelo que representa de independência política e ideológica.

A contribuição para o Partido é um acto natural. O Partido Comunista Português é uma força necessária e insubstituível à vida dos trabalhadores, do povo e do País, não um elemento dispensável ou de ocasião. O Partido Comunista Português pela sua natureza de classe, traço fundamental da sua identidade, é um Partido que existe para os trabalhadores e para o povo, cuja força, mobilização e capacidade de intervenção nasce dos trabalhadores e do povo, que não depende nem quer depender do Estado ou dos grupos económicos, que é um Partido independente. Independência no plano político, ideológico e de organização. Com a sua imprensa, meios de propaganda, centros de trabalho, e outros meios de intervenção próprios. Independência e força que assenta no papel dos militantes, das organizações do Partido, da JCP, do nosso grande colectivo partidário.

O êxito da Campanha Nacional de Fundos constitui assim um estímulo para prosseguir o trabalho no sentido de aumentar a capacidade financeira do PCP e para continuar a garantir a sua independência financeira.

Mas o êxito da Campanha Nacional de Fundos, demonstrado quer pelo valor alcançado, quer pelo significativo número de contribuições que recolheu, pelo apoio dos trabalhadores e dos democratas, permite ter confiança reforçada no êxito das edições da Festa que a partir deste ano contarão com mais espaço.

O Secretariado do Comité Central do PCP saúda o colectivo partidário e todos aqueles que de uma forma ou de outra contribuíram para o êxito da Campanha Nacional de Fundos e apela a todos para que se empenhem na construção da Festa do Avante!, desde logo na sua divulgação e na promoção e venda da EP, e na sua construção com a participação nas Jornadas de trabalho que se iniciam a 4 Junho.

A 40ª Festa do Avante!, que este ano se realizará a 2, 3 e 4 de Setembro, contará com a plena utilização do espaço da Quinta do Cabo, que será já este ano incorporada no espaço da Festa.

Uma Festa que continuará a ser, como as que a antecederam, um momento em que marcará presença o papel e intervenção do Partido Comunista Português na luta por uma política patriótica e de esquerda, pelo seu programa de uma democracia avançada – os valores de Abril no futuro de Portugal, pelo seu ideal e projecto de construção do socialismo e do comunismo.

>
  • PCP
  • Central
  • Campanha de fundos
  • Festa do Avante
  • Quinta do Cabo

Partilhar