Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

PCP saúda vitória bolivariana nas eleições presidenciais venezuelanas e exige respeito pela vontade do povo da Venezuela

As eleições presidenciais na Venezuela, em que participaram mais de 8 milhões de cidadãos, constituíram uma importante jornada democrática cujos resultados traduzem um significativo apoio popular ao processo bolivariano, tão mais significativo quando expresso num difícil contexto de tentativa de condicionamento da livre expressão do povo venezuelano e de manobras golpistas de boicote eleitoral em que se enquadraram os pré-anúncios de não reconhecimento das eleições por parte da Administração norte-americana e da União Europeia.

O PCP saúda Nicolas Maduro pela sua reeleição como Presidente da República Bolivariana com 68% dos votos expressos, bem como o conjunto das forças revolucionárias, progressistas e patriotas venezuelanas que acabam de alcançar uma importante vitória na resistência às manobras de ingerência e desestabilização contra a Venezuela e de crescente bloqueio económico e financeiro do imperialismo, com destaque para o imperialismo norte-americano.

O PCP condena todas as acções que visem pôr em causa a inquestionável legitimidade das eleições venezuelanas e reclama do Governo português uma postura responsável e de acordo com os princípios da não ingerência, que se traduza no respeito pela independência e soberania da República Bolivariana da Venezuela e pela vontade do povo da Venezuela expressa nas urnas.

O PCP reafirma a solidariedade com a luta dos trabalhadores e povo venezuelanos, com o seu direito a decidir livremente e em Paz do seu próprio destino e as suas profundas aspirações em construir um País de justiça, progresso social, desenvolvimento e cooperação.

>
  • Declarações e Comunicados do PCP
  • Nicolas Maduro
  • Venezuela

Partilhar