Saúde

Ver vídeo

«O investimento no SNS não pode ser feito só para acudir e dar resposta a rupturas»

Intervenção de João Ramos, na Assembleia da República, no debate sobre o Estado da Saúde.

Ver vídeo

«A questão é garantir a valorização dos profissionais e a qualidade do SNS»

Intervenção de Paula Santos, na Assembleia da República, no debate sobre o Estado da Saúde.

O Estado da Saúde em Portugal

O Estado da Saúde em Portugal

Realizou-se hoje na Assembleia da República o debate regimental com o Ministro da Saúde, onde Paula Santos, João Ramos e João Oliveira colocaram questões sobe o estado do Serviço Nacional de Saúde e da actualidade, nomeadamente a falta de médicos e enfermeiros em hospitais de todo o país, a redução do número de camas em muitos hospitais, os horários reduzidos nos cuidados de saúde primários, os problemas da falta de concursos e colocação de profissionais bem como a sua valorização.

Pelo Reforço dos Cuidados de Saúde Primários de Proximidade às Populações

O Serviço Nacional de Saúde possibilitou a cobertura generalizada do território nacional de Cuidados de Saúde Primários.

Os Cuidados de Saúde Primários significam, em Portugal, a primeira forma de contacto dos cidadãos com o Serviço Nacional de Saúde, sendo entendidos como o primeiro meio de acesso aos cuidados de saúde.

Ver vídeo

«Investir no SNS é a garantia que os utentes têm de se cumprir o direito à saúde»

Na sua intervenção durante a interpelação de hoje, Carla Cruz abordou o tema da saúde afirmando que "é necessária a contratação de profissionais que fazem falta para que os cuidados de saúde sejam prestados de forma atempada e para que se combata as listas de espera".

Ver vídeo

«Os serviços públicos são um instrumento de concretização de direitos sociais»

Na intervenção de encerramento da interpelação realizada hoje, João Oliveira reiterou que "é preciso romper com esse caminho e fazer a opção por uma política alternativa, de investimento nos serviços públicos e de valorização dos seus trabalhadores" e ainda que "continuaremos a intervir, levando tão longe quanto possível as medidas a favor dos trabalhadores e do povo e não poupando forças defesa da política alternativa que dê resposta aos problemas estruturais do país"

Ver vídeo
 «A vida das pessoas e das empresas exigem uma discussão séria e uma resposta concreta»

«A vida das pessoas e das empresas exigem uma discussão séria e uma resposta concreta»

Na intervenção inicial da interpelação realizada hoje pelo PCP na Assembleia da República, Bruno Dias afirmou que "o PCP dará voz às populações, aos trabalhadores, aos utentes dos serviços públicos que todos os dias enfrentam as condições inaceitáveis que as políticas de abandono, desinvestimento e entrega aos privados trouxeram nos transportes públicos, nos correios, nas telecomunicações, na saúde, na educação".

Investir nos serviços públicos: Saúde, Educação, Transportes e Comunicações

Investir nos serviços públicos: Saúde, Educação, Transportes e Comunicações

O desinvestimento que sucessivos governos têm feito nos serviços públicos tem levado à degradação, abandono e encerramento dos mesmos.

É preciso romper com uma política de cortes orçamentais nas empresas, de agravamento da exploração dos trabalhadores e redução de quadros operacionais, de desinvestimento em frotas e equipamentos, de abandono dos serviços de manutenção, de privatizações e concessão de serviços a grupos económicos, de encerramento de linhas e carreiras, de aumento dos preços e tarifas.

Ver vídeo

«É imperioso que sejam reforçados os hospitais e o SNS com mais médicos e enfermeiros»

Na apresentação do projecto de lei e do projecto de resolução que visam o recrutamento dos médicos internos que concluíram com aproveitamento a formação específica e a contratação de profissionais de saúde e a integração dos profissionais de saúde contratados ao abrigo dos planos de contingência no quadro de pessoal das instituições de saúde, Carla Cruz afirmou que " o PCP prossegue o seu compromisso de defender e reforçar o Serviço Nacional de Saúde, de valorizar o trabalho e os trabalhadores, de combater a precariedade".

Plano de Emergência para o Serviço Nacional de Saúde

Plano de Emergência para o Serviço Nacional de Saúde

Exposição de Motivos