Intervenção de Gabriela Guimarães, Membro da Direcção da Organização Regional de Vila Real, Encontro Nacional do PCP sobre as eleições autárquicas

Trabalho autárquico no distrito de Vila Real

Ver vídeo

''

Caros camaradas,

Como eleita na AM do concelho de Peso da Régua distrito de Vila Real, começo por saudar todos os camaradas presentes neste Encontro Nacional.
A preocupante situação que hoje se vive e sente por todo o País – empobrecimento dos trabalhadores e das populações, desemprego, degradação da economia, emigração, serviços públicos e direitos sociais amputados têm igualmente impacto no meu concelho, é bem o resultado da acção da política de direita imposta por sucessivos governos sob a responsabilidade de PS, PSD e CDS.

Camaradas,

A Região Demarcada do Douro continua sendo a Região mais pobre do País.

Apesar de construída pelo esforço e suor de milhares de pequenos Vitivinicultores, estes estão a ser obrigados a abandonar a região, fruto da ausência de políticas de apoio à Agricultura, sendo que no Alto Douro Vinhateiro, há um profundo contraste entre as condições de vida e rendimentos da maioria da população duriense – viticultores e trabalhadores rurais – e os lucros e ostentação dos proprietários das grandes casas exportadoras e comerciais e dos empresários do turismo.

A ausência de medidas para garantir a regulamentação do mercado do vinho generoso do Douro, com o desmantelamento do seu pilar fundamental, a Casa do Douro, num processo que arrasta milhares de pequenos vitivinicultores para a falência e o abandono da produção.

Estando nós numa Região de tão forte implantação de baldios, não posso deixar de assinalar esta realidade nas serras do nosso distrito de V. Real. Os baldios geridos pelo povo, servem em primeiro lugar para o usufruto dos compartes e têm uma obra incalculável: os caminhos florestais, o saneamento e distribuição de água para regadio, a construção de edifícios de uso público, são realizações dos baldios, substituindo-se, muitas vezes ao Estado.

Camaradas,

Depois de anos de políticas de severa austeridade, que impôs dolorosos sacrifícios e um acentuado empobrecimento à maioria dos Transmontanos, são necessárias novas medidas, que visem a melhoria da vida dos que vivem do seu trabalho, de uma reforma ou pensão, que estão no desemprego ou se encontram numa situação de extrema fragilidade e pobreza. Não podemos, nem devemos hipotecar o futuro de gerações vindouras.

No distrito de Vila Real, existem recursos que permitem relançar o seu desenvolvimento económico e social. É necessário mais do que nunca avançar com a Regionalização, combater o despovoamento e a desertificação, garantir uma vida digna às populações, defender os seus direitos e acabar com a degradação económica e social.

É urgente:

- O reforço da rede pública de apoio social, designadamente às pessoas com deficiência, à infância e à terceira idade, com equipamentos de qualidade, pessoal qualificado e preços compatíveis com os salários e pensões auferidos;

- O combate aos processos de municipalização da Educação e a precarização do trabalho docente e não docente. Implementar medidas capazes de promover o sucesso educativo e de combater o abandono escolar na Escola Pública. Promover a recuperação do parque escolar e a abertura de escolas que foram encerradas por razões economicistas;

- Restituir a capacidade de resposta do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, nomeadamente do Hospital de S. Pedro como Hospital Central.

Qualificar a Unidade Hospitalar de Chaves, mantendo a sua urgência médico-cirúrgica. Requalificar e recuperar para a rede de cuidados públicos de saúde, o Hospital D. Luís I de Peso da Régua.

Por fim, nunca é demais relembrar o papel destacado que o PCP tem tido na afirmação dos valores e direitos de Abril, na defesa da liberdade e da democracia, assente num passado e num presente de constante intervenção a favor das populações do nosso país, do distrito de Vila Real e de toda a região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Viva o PCP

>
  • Encontro Nacional do PCP sobre as eleições autárquicas 2017