Nota do Secretariado do Comité Central do PCP

Solidariedade com os trabalhadores e o povo do Chipre

Solidariedade com os trabalhadores e o povo do Chipre

«Ao Comité Central do AKEL

Queridos Camaradas:

Recebam as fraternas saudações dos comunistas portugueses. Acompanhamos com espírito solidário a luta que o vosso Partido, com o movimento sindical de classe, está a travar contra as brutais medidas impostas pelo FMI, o BCE e a União Europeia, em coordenação com o governo de direita recentemente empossado, contra os interesses, direitos e conquistas dos trabalhadores e do povo cipriota.

Tal como agora no vosso País, também Portugal é há dois anos alvo de uma inaceitável ingerência externa, um pacto de agressão entre a troika externa (FMI, BCE, UE) e a troika interna (Partido Socialista, Partido Social Democrata e CDS/Partido Popular) que visa por um lado desenvolver um autêntico processo de colonização económica que ataca brutalmente a soberania nacional e hipoteca o presente e futuro do País, e por outro operar uma violenta regressão social procurando destruir as conquistas que o nosso povo alcançou com décadas de luta e com a Revolução de Abril.

Estamos pois em condições de vos afirmar que o único caminho que existe é aquele que estais a trilhar. O caminho da luta, da unidade popular contra as imposições do capital, da União Europeia e do FMI. O caminho da rejeição de “memorandos” que, como a realidade de Portugal demonstra, não só não resolve nenhum dos problemas com que os nossos povos e países estão confrontados, como os aprofunda.

Por isso, queremos neste momento exigente para o povo cipriota expressar-vos a nossa profunda solidariedade e dizer-vos que não estão sozinhos na luta. Tal como aí no Chipre, também aqui em Portugal estamos a lutar para derrotar esta política e os seus executores.

A luta continua!»

>
  • Central

Partilhar