Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Sobre as inaceitáveis limitações no funcionamento do 112

Os registos vindos a público sobre as enormes insuficiências de resposta do serviço 112 são inaceitáveis e requerem a adopção de urgentes medidas de reposição dos meios humanos indispensáveis a um atendimento rápido, como se impõe.

Para o PCP, o serviço 112, pela sua importância à resposta urgente a necessidades dos cidadãos, não se compadece com considerações mais ou menos justificativas ou evasivas que não sejam a da natureza do próprio serviço, até porque não é previsível em que momento um dado acontecimento pode ocorrer motivando um maior fluxo de contactos.

A situação em que se encontra o serviço 112 exige do governo medidas inadiáveis para o prover do pessoal indispensável ao seu funcionamento, capacitação de resposta e dignificação das suas funções. Medidas tão mais urgentes e necessárias quanto as exigências a que estão sujeitos os profissionais que ali prestam serviço, garantindo o cumprimento dos seus direitos.

>
  • Saúde
  • Central
  • 112
  • emergência médica

Partilhar