Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Sobre o Acordo Final para a Paz na Colômbia

O PCP valoriza a assinatura do Acordo Final para a Paz na Colômbia, a 24 de Agosto, e o bom termo do processo de conversações de paz, realizado em Havana, desde 2012, entre o Governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - Exército do Povo (FARC-EP), valorizando o apoio solidário do Governo de Cuba, assim como o empenhamento do Governo da Noruega e também de outros países que acompanharam o processo negocial.

A conclusão dos diálogos de paz em Havana – cujo acordo assinado será sujeito a plebiscito nacional a 2 de Outubro – e a perspectiva de obtenção de um acordo de paz definitivo na Colômbia representa, em si, um importante acontecimento para aquele país, a América Latina e o mundo, ao suscitar renovadas expectativas de solução política de um conflito que perdura há mais de 50 anos, que represente um virar de página que vá ao encontro das justas e legítimas aspirações e reivindicações do povo colombiano em prol da democracia e da justiça social, dando solução aos graves problemas políticos e sociais que estiveram na origem do levantamento armado.

O PCP saúda o cessar fogo bilateral e definitivo a que o Governo da Colômbia finalmente anuiu e que entrou em vigor às zero horas de hoje.

Sublinhando a importância do cumprimento e implementação integrais dos termos e garantias do Acordo por parte do Governo da Colômbia, o PCP reitera ao povo, aos comunistas, aos democratas e patriotas colombianos a solidariedade dos comunistas portugueses para com a sua luta por um futuro melhor, de paz, soberania e progresso social.

>
  • Paz e Solidariedade
  • Colômbia

Partilhar