Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Pelo respeito da soberania do povo venezuelano e o fim da ingerência!

O PCP denuncia a campanha de ingerência contra a Venezuela e o seu povo e reclama o fim de todas as acções externas que, frontalmente contrárias à Carta da ONU e direito internacional, agridem os direitos do povo venezuelano e atentam contra a independência e soberania da República Bolivariana da Venezuela, acarretando uma séria ameaça à paz neste país e na região.

O PCP reitera a sua mais firme condenação dos inaceitáveis actos e manobras visando a desestabilização da economia e sociedade venezuelanas, e chama a atenção para a intensificação do bloqueio económico e financeiro dos EUA e das sanções da UE contra a Venezuela, assim como para a particular gravidade de que se revestem as renovadas ameaças de intervenção militar externa e apelos a um golpe militar na Venezuela protagonizados pelo Secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson.

Do mesmo modo, o PCP rejeita as tentativas dos EUA, da UE e de países do auto-designado Grupo de Lima, de colocar em causa a legitimidade das eleições presidenciais venezuelanas de 22 de Abril de 2018, convocadas pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela.

O PCP sublinha que só uma atitude de respeito pelo direito do povo venezuelano a decidir, sem ingerências externas, o seu futuro contribuirá para assegurar a normalização da situação e a salvaguarda dos interesses da comunidade portuguesa naquele país.

O PCP reafirma a sua solidariedade com a República Bolivariana da Venezuela e a luta do povo venezuelano em defesa dos seus direitos, soberania e independência, face ao incremento das manobras de desestabilização contra este país.

>
  • Declarações e Comunicados do PCP
  • Venezuela

Partilhar