Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

PCP apoia jornada mundial de solidariedade com a Venezuela

PCP apoia jornada mundial de solidariedade com a Venezuela

O PCP associa-se à campanha “Os Povos com a Venezuela” e ao “Dia de Acção Mundial de Solidariedade com a República Bolivariana da Venezuela”, que se assinala a 19 de Abril de 2015, reafirmando a solidariedade dos comunistas portugueses com a Revolução Bolivariana e a exigência do fim da política de ingerência, desestabilização e agressão prosseguida pelos EUA - e o imperialismo em geral - contra este País sul-americano.

O PCP sublinha a importância do processo emancipador venezuelano e do património de conquistas populares da Revolução Bolivariana que representam um muito significativo contributo para a alteração da correlação de forças, favorável aos interesses dos povos e à causa do progresso social, que se verifica na América Latina e Caraíbas.

Ao expressar a solidariedade dos comunistas portugueses com a Revolução Bolivariana e a luta do povo da Venezuela em defesa dos seus direitos e soberania, o PCP denuncia a escalada antidemocrática e imperialista em curso contra a Venezuela e, em particular, o grave passo que constitui o decreto assinado pelo Presidente Obama no mês passado, classificando a Venezuela como «uma ameaça inusual e extraordinária à segurança nacional» dos EUA. Uma medida que aponta o processo progressista e transformador venezuelano como um dos alvos centrais da contínua campanha subversiva levada a cabo pelas classes dominantes e as forças do grande capital financeiro em toda a América Latina e Caraíbas, visando reverter os avanços conquistados no caminho de afirmação da soberania e direitos dos povos. A derrogação deste inaceitável decreto é uma exigência, que foi afirmada por mais de 14 milhões de assinaturas venezuelanas e latino-americanas recolhidas em cerca de duas semanas.

O PCP expressa a sua confiança de que a resistência e luta das forças revolucionárias, democráticas e patrióticas venezuelanas, com o amplo movimento de solidariedade em todo o mundo, conseguirão derrotar os perversos e perigosos objectivos dos inimigos do povo venezuelano.

Exigindo do Governo português uma posição de clara condenação das acções de ingerência e pressão sobre o povo e as instituições venezuelanas legitimamente eleitas, o PCP apela à solidariedade dos trabalhadores e do povo português em defesa da Venezuela Bolivariana, pela liberdade e a emancipação social e em prol da paz e cooperação entre os povos.

>
  • Central
  • Paz e Solidariedade
  • América Latina
  • Imperialismo
  • Revolução Bolivariana
  • Venezuela

Partilhar