Nota da Direcção da Organização na Emigração do PCP

Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas foge ao diálogo

No início de Março o PCP foi convidado pelo jornal "Lusitano" a participar num debate agendado para o dia 28 de Março sobre o Conselho das Comunidades Portuguesas, para o qual também foram convidados o Presidente do Conselho Permanente do CCP, o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, os deputados eleitos pela Emigração (PSD e PS) e um representante do CDS - PP.

O "Lusitano" julgou, e a nosso ver bem, que a realização nesta altura, em Lisboa, da reunião do Conselho Permanente (CP) do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP), seria uma excelente ocasião para debater e confrontar opiniões sobre a actual situação do CCP.

Lamentavelmente este debate não se realiza porque a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas (SECP) não manifestou disponibilidade para nele se fazer representar.

O PCP, que desde logo manifestou disponibilidade em participar neste debate, considera ser criticável esta recusa do Secretário de Estado José Lello - sempre tão disponível para o espectáculo mediático quando a solo - e entende a sua atitude como reveladora por parte do Governo de querer continuar a atribuir ao CCP um estatuto de menoridade, bem expresso na ridícula verba de 29 000 contos que lhe foi atribuída para toda a sua actividade.

Pelo seu lado, o PCP reafirma a sua total disponibilidade em participar em todas as iniciativas que visem contribuir para o reforço da autonomia e dos meios necessários à dignificação do Conselho das Comunidades Portuguesas como orgão representativo da nossa diáspora.

>
  • Assuntos e Sectores Sociais
  • Central
  • Emigração
  • Emigrantes
  • Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas