Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

PCP condena bombardeamento dos EUA na Síria

O PCP condena firmemente o bombardeamento da Síria, junto à fronteira com o Iraque, levado a cabo pelos EUA durante a noite de 25 para 26 de Fevereiro e que constitui um novo de acto de agressão que se inscreve na política de guerra que os EUA promovem desde há décadas no Médio Oriente.

Do mesmo modo, o PCP reafirma a sua denúncia e condenação da perpetuação, e mesmo reforço, da presença ilegal de tropas de ocupação norte-americanas no Nordeste e no Sul da Síria, em claro desrespeito pela vontade expressa pelo legítimo Governo sírio, pela soberania, independência e integridade territorial da República Árabe Síria.

Passou apenas um mês da tomada de posse do novo Presidente dos Estados Unidos da América, Joseph Biden, no entanto é já evidente que a política de agressão imperialista dos EUA vai prosseguir, nomeadamente no flagrante desrespeito da Administração dos EUA e seus aliados pela soberania e integridade territorial dos Estados.

O PCP exige que o Governo português tome uma clara posição de condenação de actos de agressão que afrontam a Carta da ONU e o Direito Internacional. A gradual colocação em causa dos princípios e normas das relações internacionais, que se tornou prática corrente na acção dos EUA, da NATO e das potências da União Europeia, deve de ser urgentemente interrompida, sob pena de conduzir o mundo para uma situação de enorme gravidade, que põe em perigo a paz e a segurança internacional.

>
  • Central
  • Declarações e Comunicados do PCP
  • Estados Unidos da América
  • Síria