Na Vidigueira, a CDU esteve à altura dos desafios

Na Vidigueira, a CDU esteve à altura dos desafios

O mandato que agora termina foi exigente, mas «encontrou resposta à altura dos nossos eleitos e da gestão CDU», afirmou Jerónimo de Sousa na sessão pública realizada na Vidigueira, acrescentando que a acção do município «não deixou confinar a vida».

O Secretário-geral do PCP referia-se às dificuldades que diversas forças políticas, desde logo o PS, procuraram colocar ao funcionamento da autarquia, tentando criar dificuldades e paralisar o trabalho e, dessa forma, colocando os seus «interesses egoístas de grupo e interesses individuais à frente dos das populações».

Esta situação tinha já sido sublinhada pelo primeiro candidato da CDU à Assembleia Municipal, que denunciou a acção concertada do PS e da lista «independente» para paralisar a acção do município, provocando a quebra das verbas disponíveis e o chumbo do Plano Director Municipal. O actual presidente da Câmara, e candidato a novo mandato, Rui Raposo, que destacou os valores intrínsecos à coligação PCP-PEV: a participação das populações, a valorização dos trabalhadores das autarquias, o desenvolvimento harmonioso das cidades, vilas e aldeias do País.
Se é certo que o PS «e outros do clube dos “bota abaixo” tiveram resposta à altura», é necessário levar mais longe essa resposta, dando mais força à CDU a 26 de Setembro, acrescentaria ainda Jerónimo de Sousa, cabendo a Rui Raposo a clarificação dos objectivos: reconquistar e reforçar as maiorias nos órgãos municipais e em todas as freguesias. 

>
  • Poder Local e Regiões Autónomas
  • Central
  • Eleições Autárquicas 2021
  • Município da Vidigueira