Intervenção de Hermínio Martins, Membro do Secretariado da Direcção da Organização Regional de Coimbra do PCP, XX Congresso do PCP

Organização Regional de Coimbra

Ver vídeo

''

Camaradas,

Os comunistas no distrito de Coimbra travam a sua acção perante uma aguda luta de classes, com empenho, persistência e confiança nas empresas, locais de trabalho e de residência, sectores de actividade, junto da classe operária, trabalhadores, agricultores, juventude, mulheres, reformados, pequenos e médios empresários. Luta que exige reforço e rejuvenescimento do Partido com recrutamento de novos militantes e sua integração na actividade.

Salienta-se o caso da Soporcel, na Figueira da Foz, onde, após uma luta tenaz em defesa do Fundo de Pensões, vários trabalhadores que nela se destacaram sindicalizaram-se, aderiram ao Partido, tornaram possível a formação de uma célula, que hoje representa um poderoso instrumento que os trabalhadores utilizam na defesa dos seus direitos e interesses.

Outros passos têm sido dados noutras empresas e sectores, como Dan Cake, Fapricela, Mahle, Sector dos Transportes, Cerâmicos, CTT, Serviços Municipalizados de Transportes de Coimbra.

No Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, após uma intervenção do Partido, mais de 100 trabalhadores viram os salários actualizados, quando estavam a ser pagos, escandalosamente, abaixo do salário mínimo nacional.

No Hospital Rovisco Pais denunciando a existência de cerca de 50% dos trabalhadores com vínculo precário, exigindo a sua contratação efectiva; contra a privatização do Hospital de Cantanhede; pela defesa do Hospital dos Covões e funcionamento das suas Urgências 24 horas por dia; pela defesa dos oito hospitais de Coimbra e reversão da sua fusão, promovendo Sessões Públicas a favor do SNS e contra esta fusão, decidida por um governo do PS e implementada pelo governo PSD/CDS representando o maior ataque de sempre ao SNS, no distrito.

Ainda na Saúde, de referir as lutas em defesa dos Centros de Saúde da Adémia, S. João do Campo e de Figueiró do Campo.

Na área da habitação, o Partido, em articulação com o Pelouro da CDU na Câmara de Coimbra, tem uma acção de relevo junto da população dos Bairros Sociais, encontra soluções para os seus problemas e informa-a regularmente.

Nos transportes públicos o Partido continua a exigir a reposição da circulação dos Ramais da Lousã e da Pampilhosa-Figueira da Foz com a modernização e electrificação das linhas, encerradas pelos governos do PS e PSD/CDS; defesa da linha do Oeste com garantia de transporte de passageiros até à Figueira da Foz; transportes públicos para todas as freguesias de Coimbra defendendo os SMTUC públicos e com financiamento do OE.

Os Comunistas no distrito de Coimbra lutam pela conclusão da obra hidroagrícola do Baixo Mondego, que se arrasta há décadas, sem fim à vista, nas áreas dos rios Ega, Anços e Pranto, bem como pela defesa dos Baldios geridos pelos compartes, dos produtores de leite e de arroz, esmagados por preços baixos à produção e contra importações massivas das grandes superfícies.

No Ensino, após o Processo de Bolonha, a alteração do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, trouxe novo ataque à Universidade Pública de Coimbra, com intenção de a passar a Fundação de direito privado, passo de gigante para a privatização e maior elitização do Ensino e perda de direitos dos trabalhadores.

Na cultura, lutam contra a pauperização imposta por PSD/CDS que levou a cortes na produção, a despedimentos e mais precariedade, a dificuldades impostas aos museus e Património, cuja situação não se inverterá com a nova redução orçamental em 2017 para a Direcção Regional da Cultura do Cento nem com a inclusão do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova na famigerada lista do programa REVIVE. Foi intensa e permanece justa a luta por 1% do OE para a cultura!

A Comunicação Social em Coimbra é outra frente de luta. Controlada e manipulada pelos grupos económicos condiciona política, ideológica e culturalmente, não respeita o pluralismo, assume-se como um perigoso instrumento para a democracia. Um dos jornais diários tem uma linha editorial declaradamente anticomunista!

Outras acções foram realizadas no distrito, sendo disso exemplo a luta pela água pública, contra a exploração do caulino em Soure...

Os comunistas no distrito de Coimbra lutam pela alteração da correlação de forças que permita a implementação de uma política alternativa, patriótica e de esquerda.

Viva o XX Congresso!

Viva o Partido Comunista Português!

>
  • Intervenção
  • XX Congresso do PCP
  • PCP
  • Coimbra

Partilhar