Intervenção de Alexandre Araújo, Membro do Secretariado do Comité Central do PCP, XX Congresso do PCP

A Festa do «Avante!»

Ver vídeo

''

A Festa de Abril, da juventude, dos trabalhadores e do Povo, a Festa do Avante! realizou a sua 40ª edição, constituindo um extraordinário êxito.

Um importante acontecimento político, cultural, desportivo e de massas, indelevelmente marcado pela integração da Quinta do Cabo, para alargar e valorizar a Festa, para fazer uma Festa maior e melhor.

Uma Festa com mais espaço, sempre cheia, com grande participação, onde se destaca a ampla participação da juventude, também de muitas famílias, de crianças, de homens e mulheres que vieram pela primeira vez à Festa.

Uma festa para todos, num ambiente de tranquilidade, fraternidade e solidariedade.

Um êxito tão mais de valorizar, tendo em conta que com o seu alargamento, há muitos anos não tínhamos uma Festa do Avante!, tão exigente. Tivemos de desbravar um terreno virgem, de instalar as infra-estruturas de águas e esgotos, de comunicações, de energia e iluminação pública, tivemos de abrir novos acessos e arruamentos, de construir novas praças, uma nova entrada, um novo espaço criança, de plantar árvores e de cuidar da decoração e embelezamento do novo espaço, entre muitos outros aspectos.

Exigências a que demos resposta, nesta forma tão nossa de construir a Festa, assente no colectivo partidário, na militância de milhares de homens, mulheres e jovens, em que cada organização assumiu as suas responsabilidades e foi mesmo para além delas, com uma contribuição fraterna e solidária, indispensável para que tudo estivesse pronto, numa experiência que importa preservar para o futuro e que daqui saudamos.

A Festa foi uma vez mais uma poderosa demonstração da capacidade de realização dos comunistas e do seu Partido.

Lançamos a Campanha de Fundos para a aquisição da Quinta do Cabo e o alargamento da Festa, num momento em que o povo português era alvo de uma feroz ofensiva.

Só uma grande confiança no colectivo partidário, nos democratas e patriotas, nos trabalhadores e no povo português, confiança na Festa do Avante! e no seu enraizamento junto de sucessivas gerações que ao longo destes 40 anos cresceram com ela, podia fazer crer que se alcançaria com êxito os objectivos.

O alargamento e valorização da Festa, a campanha de fundos e a aquisição da Quinta do Cabo são importantes manifestações de confiança no futuro. São a prova que é possível vencer dificuldades e obstáculos e avançar.

A 40ª edição da Festa do Avante! comprovou plenamente a necessidade e sobretudo as potencialidades que o alargamento e valorização da Festa com a Quinta do Cabo permite.

Os resultados atingidos são positivos e foi visível a satisfação geral da organização, dos militantes do Partido e dos visitantes da Festa.

Em muitos aspectos colocámos a Quinta do Cabo ao nível já atingido na Atalaia, onde estão incorporados 25 anos de intervenções e investimentos.

Mas trata-se de uma obra sempre inacabada, que exigirá que se prolonguem por muitos anos os investimentos e trabalhos.

Vencer constrangimentos, evitar momentos de ruptura, melhorar a qualidade para receber os seus milhares de visitantes, oferecer melhores condições aos construtores da Festa, alargar e diversificar novos pólos de atracção, são objectivos que se vão continuar a colocar nos próximos anos.

Partindo da experiência de 40 festas, da sua identidade, da experiência deste ano, teremos de prosseguir e aprofundar a discussão que iniciamos sobre a Festa, o seu enriquecimento e valorização, num debate que envolva os membros do Partido e da JCP, aproveitando a experiência dos construtores da Festa, mas também dos seus visitantes e de todos aqueles que nela participam.

Debate que sem descurar aspectos ligados ao seu projecto e construção, que de certa forma tiveram alguma centralidade nesta fase, deve aprofundar aspectos decisivos para o futuro da Festa como sejam o seu programa político-cultural -com o enriquecimento do seu programa e a resposta à criação de novos pólos de atracção; o funcionamento da Festa - com o encontrar de soluções que garantam maior conforto e comodidade para os seus visitantes; a promoção e divulgação da Festa - que se assume como a mais importante prioridade de forma a alargar a participação e a mobilização para a Festa.

A Festa do Avante!, é com natural orgulho, uma grande obra dos comunistas e do seu partido, mas não o fazemos para nos fecharmos sobre nós mesmos, antes para abrir a todos, para abrir aos seus milhares de visitantes, para abrir à juventude, aos trabalhadores e ao povo português.

A Festa do Avante! é um espaço, de alegria e convívio, por onde passa o que de melhor acontece e se produz no nosso país.

Um espaço de valorização das artes e da cultura, do desporto, dos grandes espectáculos, da música erudita à mais popular, do teatro ao cinema, às exposições, artes plásticas, do livro da Ciência, da gastronomia e da cultura regional

É neste sentido que estamos já a preparar a Festa do Avante!/2017 cuja divulgação se deve iniciar desde já.

E que no aniversário do Partido, em Março, teremos as EP para comprar e para alargar a rede de dinamizadores da sua venda.

Que em Junho iniciaremos as Jornadas de trabalho, tendo este ano de ser articuladas com momentos decisivos da preparação das eleições autárquicas, e por isso mesmo exigindo da organização partidária um esforço suplementar.

E a 1, 2 e 3 de Setembro aí estaremos na Festa do Avante!

Uma Festa que constituirá uma poderosa iniciativa, capaz de afirmar os valores, projecto e ideais do Partido, de afirmar os valores de Abril.

Porque não há festa como esta, viva a Festa do Avante!

>
  • Intervenção
  • XX Congresso do PCP
  • PCP
  • Central
  • Festa do Avante

Partilhar