Declaração de Alma Rivera, Deputada do PCP

É urgente isentar os estudantes do pagamento das propinas

Ver vídeo

''

Na terça-feira passada, 24 de Março, comemorou-se o Dia Nacional do Estudante, numa altura particularmente complexa das nossas vidas. As instituições de Ensino Superior estão encerradas, os estudantes estão em casa e as aulas realizam-se através de meios informáticos e tecnológicos. Só que nem todos os estudantes têm acesso a esses recursos a partir de casa e mesmo as próprias instituições do Ensino Superior estão a ter dificuldades em implementar o ensino à distância.

Foi nesse sentido que o PCP questionou o Governo sobre que medidas está a considerar, em conjunto com as instituições, para ultrapassar as dificuldades e garantir que nenhum estudante sai prejudicado por não ter determinado recurso. Questionámos, também, sobre a alteração nos prazos de entrega de trabalhos, teses, etc.

Por outro lado, é preciso garantir, também, que o surto epidémico não se transforma num surto de abandono escolar. As consequências económicas para as famílias já se fazem sentir com os despedimentos, com a redução dos rendimentos. O PCP sempre defendeu e sempre lutou por um ensino gratuito e nesta fase torna-se ainda mais evidente a necessidade de isentar os estudantes do pagamento das propinas, taxas e emolumentos. Questionámos, também, o Governo sobre as mensalidades das residências, uma vez que não faz sentido os estudantes continuarem a pagar a mensalidade de uma residência onde nem sequer estão.

O PCP continuará a dar voz ao problema dos estudantes e da juventude.

Continuaremos a lutar para ultrapassar estes problemas e para que voltemos o mais rapidamente possível à normalidade.

>
  • Educação e Ciência
  • Central
  • COVID-19