Uma política de saúde ao serviço dos portugueses

Uma política de saúde ao serviço dos portugueses

Quinta-feira, no final de uma visita ao Centro de Saúde de Amora, no concelho do Seixal, Jerónimo de Sousa valorizou a aprovação no Orçamento de Estado, por proposta do PCP, de verbas para o acesso  gratuito às vacinas contra o rotavírus e a meningite B, bem como o alargamento da vacina contra o Papiloma Vírus Humano aos rapazes. 

No entanto, apesar de serem recomendadas pelos pediatras, o Governo PS, «argumentando a falta de eficácia», está a «boicotar» este avanço conquistado na actual legislatura, que permite que os pais das crianças poupem várias centenas de euros. Para além dos benefícios para a saúde pública, a medida fez diminuir as desigualdades sociais. «Nem que fosse só uma criança salva valeria a pena a atribuição destas vacinas no PNV», algumas com um custo de cerca de 600 euros, salientou o Secretário-geral do PCP.

Para a CDU, o direito à saúde é um direito fundamental, competindo ao Estado garanti-lo com qualidade a todos, independentemente da sua situação económica e social. Exige-se, por isso, entre outras propostas necessárias para a próxima legislatura, a eliminação das taxas moderadoras e o reforço de meios e contratação dos profissionais em falta.

A visita serviu, também, para denunciar «as doenças crónicas do Serviço Nacional de Saúde» (SNS), em termos de «carência de profissionais, não só de médicos e enfermeiros, de assistentes operacionais e de técnicos administrativos». «Isto só funciona como uma equipa. Este “vazio” tem consequências no próprio funcionamento dos centros de saúde», como este, no concelho do Seixal, com «problemas nas instalações e nos equipamentos», onde «chove pelos tectos» e «não funcionam os ar-condicionados», descreveu Jerónimo de Sousa, criticando aquelas «condições muito difíceis» para utentes e profissionais. No Agrupamento dos Centros de Saúde de Almada-Seixal mais de 30 mil utentes não têm medico de família.

A iniciativa contou com a presença de Francisco Lopes, Paula Santos, José Luís Ferreira, Bruno Dias e Margarida Botelho, candidatos pelo círculo eleitoral de Setúbal, bem como José Capucho, da Comissão Política e do Secretariado do PCP, respectivamente. Joaquim Santos e Alfredo Monteiro, presidentes da Câmara e Assembleia Municipal do Seixal, bem como outros eleitos das autarquias do concelho, juntaram-se à acção de campanha.

>
  • CDU - Legislativas 2019
  • Saúde
  • Central

Partilhar