Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Solidariedade com o povo colombiano

O PCP alerta para a grave situação de incumprimento do acordo de Paz na Colômbia e para o recrudescimento da repressão e das violações dos direitos humanos, de que a vaga de assassinatos de dirigentes e activistas sociais e políticos, incluindo antigos combatentes das FARC-EP, actualmente desmobilizados, e seus familiares, constitui a sua expressão mais dramática.

A não aplicação integral do Acordo Final de Paz por parte de instituições do Estado colombiano – nomeadamente e entre outros aspectos relevantes, no que diz respeito à desarticulação dos grupos paramilitares de extrema-direita e à eliminação do estatuto de impunidade de que estes gozam – constitui um elemento determinante do agravamento da crise humanitária e social na Colômbia e da violação das garantias e direitos democráticos no ano em que se realizam eleições legislativas e presidenciais neste país. Realidade que exige o respeito integral pelo Acordo firmado em 2016, em Havana, e o seu cumprimento pondo fim à campanha de violência e repressão.

O PCP junta a sua voz à denúncia do silêncio em torno da grave situação existente na Colômbia, seja por parte dos EUA, da UE e das oligarquias latino-americanas, como de agências e órgãos de comunicação internacionais, e reitera a sua solidariedade com os trabalhadores e o povo colombianos, com as forças democráticas e revolucionárias colombianas, e a sua reivindicação de uma paz total e definitiva, com justiça social, para a Colômbia.

>
  • Central
  • Declarações e Comunicados do PCP
  • Colômbia
  • FARC-EP
  • Processo de Paz

Partilhar