Nota da Comissão Executiva do Comité Central do PCP

Sobre o estabelecimento de relações diplomáticas com a União Soviética

1. Acabam de ser estabelecidas, pela primeira vez na História, relações diplomáticas entre Portugal e a URSS. No comunicado conjunto dos dois governos declara-se que a troca de missões diplomáticas se fará no mais curto prazo possível. Abre-se, assim, um futuro de amplas e frutuosas relações políticas, económicas, culturais, cientificas, técnicas, turísticas, desportivas e outras entre a República Portuguesa e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, entre o povo soviético e o povo português. Trata-se de um acontecimento de relevante significado político para o Governo Provisório português, para o processo de democratização iniciado pelo MFA em 25 de Abril, para os trabalhadores e o povo de Portugal.

2. Saudando o estabelecimento de relações no plano dos Estados entre Portugal e a União Soviética, a Comissão Executiva do Comité Central do Partido Comunista Português dá expressão à alegria dos comunistas portugueses que, ao longo de meio século e arrostando com a repressão fascista e com as campanhas anticomunistas, souberam tecer laços de amizade inquebrantáveis entre os dois povos.

3. O PCP está absolutamente certo de que em breve serão estabelecidas relações diplomáticas com os outros países socialistas. O estabelecimento e desenvolvimento de relações multiformes, na base do interesse mútuo e do respeito pelos princípios de coexistência pacifica, entre Portugal e os países socialistas, constituirão um factor inestimável para a consolidação da democracia e da independência de Portugal, para a solução de graves problemas económicos e de desenvolvimento, para acelerar o progresso técnico e cultural do nosso país.

Ao mesmo tempo, será uma contribuição positiva para a segurança na Europa e para a causa da paz no Mundo.

>
  • Central

Partilhar