Declaração de voto de João Ferreira no Parlamento Europeu

sobre a necessidade de reforçar o quadro estratégico da UE para as estratégias nacionais de integração dos roma para o período pós-2020 e de intensificar a luta contra o anticiganismo

A resolução lamenta os fracos desenvolvimentos desde a aprovação pelo Parlamento Europeu, da Resolução de 25 de outubro de 2017 sobre o aspeto dos direitos fundamentais na integração dos ciganos na UE, e tece uma série de considerações à Comissão Europeia e aos Estados-Membros, sugerindo várias medidas a tomar, para o efectivo cumprimento das deliberações aprovadas e para o combate à discriminação de pessoas de etnia cigana.

Agora como sempre, temos apoiado todas as propostas que visam dignificar e defender os seus direitos. E por isso apoiamos esta proposta.

No entanto a questão permanece e/ou tem-se agravado. São as politicas de vinco neoliberal da União Europeia, e dos governos em vários Estados, que perpetuam a condição nuns casos, e até a perseguição noutros, desta comunidade.

Para além de condenarmos todas as formas de hostilidade em relação aos ciganos e, em particular, as expressões de ódio no discurso público e político, defendemos que devem ser implementadas politicas que se traduza na garantia de realização dos seus direitos.

>
  • União Europeia
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu

Partilhar