Intervenção de João Ferreira no Parlamento Europeu

Sobre a gestão da gripe H1N1 em 2009-2010 na UE

Entre as lições a extrair da atribulada gestão da gripe H1N1, há que reconhecer a necessidade dos países disporem de sistemas de saúde públicos e de serviços de extensão na área da saúde pública, aptos a intervir numa gama alargada de domínios, incluindo:

- A avaliação de informação sobre a medicação recomendada em caso de emergência sanitária, especialmente em situações pandémicas;

- A elaboração e a avaliação de estudos científicos, independentes da indústria farmacêutica, sobre a eficácia, a segurança e a relação risco-benefício dos vacinas e medicamentos anti-virais e sobre os grupos alvo recomendados;

- O reforço da capacidade em termos de gestão e antecipação de riscos e ao nível da I&D nestes domínios, bem como em matérias de medidas preventivas de saúde pública.

Importa ainda reforçar a cooperação entre os diferentes serviços nacionais e entre estes e as instituições e organizações internacionais e regionais relevantes.

>
  • Saúde
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar