Pergunta Escrita à Comissão Europeia de Miguel Viegas no Parlamento Europeu

Segundo acto delegado para a produção de sal biológico

Na sequência de contactos que temos tido com agentes produtores, chegam-nos preocupações sobre o segundo projeto de acto delegado publicado pela Comissão Europeia sobre a regulamentação da produção de sal biológico.
Segundo nos foi dito, os produtores de sal marinho tradicionais europeus não podem aceitar nem subscrever o texto proposto, uma vez que permitiria que praticamente todos os tipos de produção de sal classificada para alimentos fossem considerados orgânicos, ignorando assim os princípios e principais objetivos do regulamento de produção orgânica da UE.
O projecto permite entre outras coisas a produção biológica a partir de mineração de sal-gema por quebra mecânica e trituração, de mineração de sal-gema com explosivos de baixa emissão ou ainda o uso de água ou salmoura não saturada para dissolver sal de rocha.

Pergunto à Comissão Europeia como avalia a inclusão destas técnicas para produção de sal biológico tendo em conta o seu impacto no meio ambiente e pela sua peugada biológica.

Pergunto igualmente como avalia a reação da “Artisanal Sea Salt Europe” e como pensa responder às suas críticas.

>
  • União Europeia
  • Jornadas Parlamentares
  • Perguntas

Partilhar