Intervenção de Miguel Viegas no Parlamento Europeu

Requisitos prudenciais e supervisão

Os fundos de investimentos e designadamente os fundos apelidados de abutres estão a tornar-se um enorme problema na Europa e em particular em Portugal.
Fruto das exigências do BCE, os bancos portugueses estão a vender ao desbarato centenas de milhares de contratos de créditos para reduzir a sua exposição ao crédito malparado.
Isto quer dizer que fundos abutres com capitalizações superiores ao PIB português está a adquirir créditos a preços baixíssimos preparando-se para cair sem piedade sobre as principais vítimas da austeridade. Aqueles que perderam o seu emprego ou o seu pequeno negócio e que agora poderá perder a sua casa.
Acompanhamos a necessidade de impor regras prudenciais às empresas de investimento. Mas temos de tomar medidas urgentes para impedir que estes fundos venham a sugar o que resta do sangue daqueles que tudo perderam com crise e com as politicas austericidas da União Europeia.

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar