Declaração de voto de Inês Zuber no Parlamento Europeu

Relatório sobre o ponto de situação da implementação do processo de Bolonha

O chamado «processo de Bolonha» é hoje um tema central, seja qual for a abordagem que se faça sobre a situação nos sistemas de Ensino Superiores nos vários Estados-membros, não apenas pelas consequências que já hoje tem na vida das Universidades e Politécnicos, mas sobretudo pelo que representa na prossecução do objectivo federalista por parte das potências europeias.

Este relatório, reconhecendo algumas das consequências gravosas do Processo de Bolonha, até a não consecução do tão proclamado objectivo da mobilidade dos estudantes, que ficou pelo caminho uma vez que as taxas de mobilidade continuam baixas, propõe um banho regenerador, tentando dar um novo ar a um processo que não pode ser renovado.

Todas as consequências, previstas, como a dificultação no acesso ao Ensino Superior daqueles que têm menos condições económicas, a criação de um exército de mão-de-obra barata e a perda de cultura formativa crítica que as escolas superiores tradicionais tendiam a conferir, não poderão nunca ser revertidas ou mitigadas com mais investimento privado, com uma implementação do processo mais rápida, com a fixação de mais empresas dentro das universidades, com o objectivo de que os estudos sejam feitos de acordo com a exigência dos mercados, levando à privatização do ensino, como defende a relatora. Votámos contra.

>
  • Educação e Ciência
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu