Intervenção de João Ferreira no Parlamento Europeu

Ponto da situação do debate sobre o Futuro da Europa

O suposto debate sobre o futuro da Europa consistiu, na verdade, num debate sobre o futuro de um processo de integração – capitalista – que afronta princípios e valores civilizacionais, resultado da luta dos povos do continente europeu. A União Europeia não é a Europa. O futuro da Europa não se confina aos cenários a que a União Europeia quis circunscrever o debate sobre o seu próprio futuro.

Definir cenários aos quais se procura circunscrever o debate, reduzindo o leque das opções possíveis a um número restrito de alternativas – que quase sempre o não são – é uma velha tática das instituições da União Europeia.

Cedo se constatou que este debate não era senão uma encenação. Com conclusões tiradas à partida, o que se pretendeu foi um exercício justificativo de uma nova fuga em frente, que aprofunda o pendor neoliberal da integração, a par de uma ainda maior concentração de poder nas principais potências – resultado prático do fim do princípio da unanimidade, que agora abertamente defendem. Além disso, pretende-se forçar uma preocupante escalada militarista, que constitui uma ameaça séria à paz e à segurança dos povos do continente.

Não pode passar por aqui o futuro da Europa.

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar