PCP no Congresso da FRETILIN

A Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (FRETILIN) realizou, entre 8 e 11 de Setembro, em Díli, o seu III Congresso.

Com a presença de cerca de 650 delegados – representando todos os distritos de Timor – o Congresso procedeu à revisão dos Estatutos e do Programa da FRETILIN, bem como à definição das prioridades de intervenção para os próximos anos. Procedeu ainda à eleição do novo Comité Central e da Comissão de Fiscalização.

Anteriormente, e por eleição directa dos 147 mil militantes em condições de poderem votar, tinham sido eleitos Mário Alkatiri para Secretário-geral e Francisco Lu-Olo para Presidente do Partido.

A FRETILIN, para quem este Congresso constituiu uma etapa no trabalho de reforço orgânico do Partido, saiu da sua reunião magna mais confiante e em melhores condições para enfrentar já em 2012 as eleições para a Presidência da República e para a Assembleia da República.

O PCP – o único partido português presente no Congresso – esteve representado por Rui Fernandes, da Comissão Política do CC do PCP. Na intervenção proferida na Tribuna do Congresso Rui Fernandes exprimiu «a solidariedade de sempre do PCP à luta da FRETILIN pela autodeterminação de Timor e contra a ocupação indonésia, e manifestou o desejo de que essa relação entre os dois partidos se reforce, no contexto de uma situação internacional em que fica cada vez mais claro que o capitalismo não é uma saída para os povos».

Durante a sua estada em Díli, aquele membro do PCP teve encontros com Alkatiri e Lu-Olo, bem como com outras delegações presentes, e efectuou uma visita às instalações do contingente da GNR presente em Timor.

>
  • Central
  • Actividade Internacional
  • Timor-Leste