Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Não à intervenção militar dos EUA! Solidariedade com a Venezuela e o povo venezuelano!

Por ocasião do Dia de Acção Mundial de Solidariedade com a Venezuela e a luta do povo venezuelano, o Partido Comunista Português denuncia e condena a operação em curso de concentração de vastos meios militares dos EUA próximo da Venezuela, o que constitui não só um inaceitável acto de intimidação, como um claro indício da preparação de uma eventual intervenção militar do imperialismo norte-americano, e seus serventuários, contra a República Bolivariana da Venezuela e o povo venezuelano.

É especialmente inquietante que – num momento em que o Governo venezuelano mobiliza esforços e meios para prevenir e combater eficazmente o surto de covid-19, defendendo a saúde do povo venezuelano – a Administração Trump opte pela ameaça da agressão militar directa e pela intensificação das criminosas sanções e bloqueio económico e financeiro, que tantas provações e dificuldades têm imposto ao povo venezuelano e à comunidade portuguesa que vive naquele país latino-americano.

A espiral desestabilizadora e agressiva dos EUA, cinicamente antecedida da proclamação pela Administração Trump de um infame “plano de transição para a Venezuela”, visa vergar a firme e corajosa resistência do povo venezuelano em defesa da sua pátria, e impor um governo fantoche que deixe as mãos livres ao imperialismo norte-americano para se reapropriar dos imensos recursos naturais da Venezuela.

O PCP apela à expressão da exigência do fim imediato da ingerência, das sanções e bloqueio económico e das ameaças militares contra a Venezuela e ao fortalecimento da solidariedade em defesa da Venezuela Bolivariana e do direito do povo venezuelano a determinar livremente e em paz o seu presente e futuro.

O PCP insta o Governo português a abandonar uma postura seguidista da política de afronta ao direito internacional levada a cabo pelos EUA contra a Venezuela, e a pautar a sua política externa pelos valores da soberania e da independência nacional, da paz e da cooperação, como consagra a Constituição da República Portuguesa e é do interesse do povo português, incluindo da comunidade portuguesa na Venezuela.

O PCP reafirma a sua solidariedade para com o povo venezuelano, o PCV, o PSUV e o conjunto das forças patrióticas, progressistas e revolucionárias venezuelanas, e a sua luta em defesa da paz, do desenvolvimento, da justiça e progresso sociais, da soberania e independência nacional da Venezuela.

>
  • Declarações e Comunicados do PCP
  • EUA
  • Venezuela