Nota do Secretariado do Comité Central do PCP

A morte do Almirante Rosa Coutinho

A morte do Almirante Rosa Coutinho

Com a morte do Almirante Rosa Coutinho desaparece uma das figuras mais relevantes da Revolução de Abril e os trabalhadores e o povo português perdem um aliado de todas as horas e um amigo de todos os momentos.

Chamado a integrar a Junta de Salvação Nacional logo na noite de 25 para 26 de Abril de 1974 - cargo para que foi nomeado pelos oficiais da Marinha do Movimento das Forças Armadas - o Almirante Rosa Coutinho desde logo assumiu claramente o seu posicionamento no campo mais progressista e avançado do MFA.
Nomeado posteriormente presidente da Junta Governativa de Angola, ele viria a desempenhar um papel fulcral em todo o importante e complexo processo de descolonização.

Até final da sua vida, o Almirante Rosa Coutinho manteve uma postura de total fidelidade aos valores e aos ideais da Revolução de Abril.
Observador atento da situação internacional, sempre manifestou a sua solidariedade com a luta dos trabalhadores e dos povos do mundo.
Observador atento da realidade nacional, manteve uma postura de solidariedade constante com a luta dos trabalhadores portugueses e os seus objectivos - luta que acompanhava a par e passo, sempre tendo como referência orientadora a justiça social, a democracia e a liberdade conquistadas na sequência do 25 de Abril; luta na qual participava e que considerava caminho indispensável para alterar a situação entretanto criada.
Luta que ele via assim: «Hoje já não há medo da PIDE, da censura, das perseguições políticas (à velha maneira...), mas em contrapartida criaram-se outros medos também inimigos da liberdade: medo do desemprego, medo de não ter condições para uma velhice feliz, medo de não conseguir educar os filhos, medo de não ter acesso à saúde, todos estes medo continuam a existir, e todos eles têm de ser combatidos em nome de uma liberdade que o País conseguiu com o 25 de Abril»

O PCP lamenta profundamente o seu falecimento e endereça aos familiares do Almirante Rosa Coutinho as suas mais sentidas condolências.

>
  • PCP
  • Central

Partilhar