O Marinheiro Vermelho

Por ocasião do centenário do nascimento de Manuel Guedes e de Alberto Araújo destacados dirigentes comunistas e corajosos lutadores antifascistas e no quadro de um conjunto de iniciativas evocativas da sua memória, o PCP disponibiliza no seu sítio na Internet o jornal clandestino «O Marinheiro Vermelho», órgão da ORA – Organização Revolucionária da Armada. Manuel Guedes e Alberto Araújo foram responsáveis partidários pela ORA, tendo Manuel Guedes sido um dos seus fundadores e dirigente, bem como um dos principais redactores de «O Marinheiro Vermelho».
A ORA, organização do PCP na Marinha de Guerra, foi a mais importante organização militar de luta contra a ditadura fascista de Salazar, gozando de grande prestígio entre os marinheiros e importantes sectores democráticos e antifascistas. Foi sob a direcção da ORA, que a 8 de Setembro de 1936, teve lugar a “Revolta dos Marinheiros”, revolta que apesar de derrotada, permanece como uma acção histórica na longa luta do povo português contra o fascismo e pela liberdade. «O Marinheiro Vermelho” jornal que atingiu larga difusão e prestígio junto dos marinheiros, apesar de clandestino, desempenhou papel extraordinariamente importante no esclarecimento dos jovens marinheiros da armada, quanto à natureza do regime fascista e da guerra já então em acelerada preparação; na formação política e ideológica no sentido de identificar os interesses dos marinheiros com a luta dos trabalhadores e do povo; na denuncia da repressão que se abatia sobre os marinheiros da ORA e no apelo às acções de solidariedade; na organização e dinamização da luta dos marinheiros em defesa dos seus interesses. Com a disponibilização na Internet de 9 números de «O Marinheiro Vermelho» publicados entre 1934 e 1936, o PCP possibilita o acesso a uma fonte fundamental para o conhecimento da importante organização que foi a ORA e da resistência antifascista na armada, nos anos 30 do século passado.
>
  • Central

Partilhar