I Encontro Latino-americano de Governos Locais e Democracia Participativa reúne em Caracas

I Encontro Latino-americano de Governos Locais e Democracia Participativa reúne em Caracas

Nos passados dias 5 a 9 de Junho reuniram-se, em Caracas, capital da República Bolivariana da Venezuela, mais de 100 autarcas e governadores regionais de toda a América Latina no I Encontro Latino-americano de Governos Locais e Democracia Participativa.

Em resposta à forte ofensiva do imperialismo norte-americano que se abate sobre os povos da América Latina e Caraíbas e seus projectos soberanos de desenvolvimento, e em especial sobre a Revolução Bolivariana, os delegados de 17 países latino-americanos e caribenhos debateram e aprofundaram experiências locais de poder popular na resposta à satisfação das necessidades das populações e na construção de processos políticos de desenvolvimento e de independência nacional.

Dirigentes bolivarianos como o Presidente Nicolás Maduro, Jorge Arreaza (ministro do Poder Popular para as Relações Exteriores), Hector Rodriguéz (governador do Estado de Miranda) e EriKa Farías (presidente do Município Libertador, em Caracas) partilharam a experiência Bolivariana, incluindo do aprofundamento da participação popular através do desenvolvimento do poder comunal como um elemento central de resistência e de construção da Revolução.

Governadores e autarcas de Cuba, Bolívia, México e Perú, descreveram diferentes experiências de desenvolvimento da democracia participativa, valorizando a participação e a resolução das aspirações populares, tanto em contextos de processos revolucionários e de desenvolvimento soberanos, como em processos de resistência em países subjugados ao poder imperialista dos monopólios.

A solidariedade com a Revolução Bolivariana e a construção de uma rede de governos locais para o aprofundamento da unidade latino-americana e caribenha e o desenvolvimento dos processos de resistência popular e de defesa da identidade dos povos, bem como a marcação de um II Encontro Latino-americano de Governos Locais e Democracia Participativa para o próximo dia 1 de Agosto, foram as principais conclusões aprovadas de forma unânime pelos delegados.
Através de convite do Governo Bolivariano, o PCP, representado por Ricardo Oliveira, membro do Comité Central, teve oportunidade de expressar a solidariedade dos comunistas e democratas portugueses para com o povo venezuelano e a sua Revolução Bolivariana, bem como de aprofundar o conhecimento da realidade local e da dimensão e repercussões da ofensiva imperialista dirigida pelos EUA.

A visita à Comuna Socialista Altos de Lídice permitiu testemunhar presencialmente a mobilização e participação popular, bem como a concretização das orientações de aprofundamento da democracia participativa como instrumento fundamental no processo de resistência e construção da Revolução Bolivariana.

Segundo o testemunho dos jovens dirigentes da Comuna Socialista Altos de Lídice, a eleição directa de representantes em conselhos comunais e em comunas, num contexto de violento e cruel bloqueio e guerra económica, permite de forma organizada e consequente resolver diversos problemas do dia-a-dia e concretizar no terreno muitos dos projectos e ambições do povo.

>
  • Paz e Solidariedade
  • Relações Bilaterais
  • Actividade Internacional

Partilhar