Intervenção de João Ferreira no Parlamento Europeu

Fundo Europeu de Defesa

Treze mil milhões de euros, é quanto a União Europeia se propõe despejar em cima do complexo militar-industrial das grandes potências europeias, em sete anos.

Recursos públicos que faltam no combate à pobreza, na promoção da coesão económica, social e territorial, no investimento em serviços públicos e em tantas outras áreas. E que vão direitos à promoção da guerra, ao financiamento da indústria de armamento, alimentando uma deriva militarista que não pode senão inquietar todos os amantes da paz.

Como se já não bastasse abrirem a porta do Programa-Quadro de Investigação a fins não exclusivamente civis e pacíficos; como se já não bastasse orientarem as redes transeuropeias de transportes para a mobilidade militar; com o Fundo Europeu de Defesa, a União Europeia expõe à evidência que quem promove a guerra, quem alimenta a indústria da guerra, não quer nem pode defender a paz.

Também por isto esta é uma integração contrária ao interesse dos povos.

Saibamos derrotá-la e saibamos erguer um projecto alternativo, assente nos valores da paz e da cooperação.

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar