Nota do Secretariado do Comité Central do PCP

Faleceu Silas Cerqueira

Faleceu Silas Cerqueira

Membro do Partido Comunista Português desde a década de cinquenta e destacado activista do Movimento da Paz, faleceu ontem aos 86 anos, Silas Coutinho Cerqueira.

Silas Cerqueira foi um incansável combatente anti-fascista, participou no MUD Juvenil e no Movimento da Oposição Democrática, nomeadamente na campanha eleitoral de 1958, momento em que foi preso pela PIDE pela segunda vez.

Em finais dos anos cinquenta radicou-se em França onde se tornou investigador na área das Ciências Sociais e aí prosseguiu uma diversificada actividade política unitária tendo sempre como principal referência a situação em Portugal. Simultâneamente empenhou-se na solidariedade com outros povos, com destaque para o povo do Vietname, em luta contra a agressão do imperialismo norte-americano, e os povos submetidos ao jugo colonial português e respectivos movimentos de libertação nacional. Participou activamente na luta contra a repressão fascista e pela libertação dos presos políticos portugueses.

De regresso a Portugal com a Revolução de Abril, Silas Cerqueira, revelando profundo conhecimento da evolução da situação internacional, dedicou-se com grande empenho ao movimento da paz e da solidariedade participando no relançamento e institucionalização do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e no estreitamento das suas relações com o Conselho Mundial da Paz e outras organizações unitárias internacionais, como a Organização de Solidariedade com os Povos de África e Ásia.

Sob o impulso da Revolução de Abril e com a sua activa contribuição, tiveram lugar em Portugal importantes Conferências Internacionais de Solidariedade como a “Conferência Mundial de Solidariedade com o Povo Árabe e a sua Causa Central: a Palestina” em que participou a OLP como única e legítima representante do povo palestiniano, a “Conferência Internacional de Solidariedade com os Estados da Linha da Frente” que teve importante papel na luta dos povos da África Austral pela liquidação do apartheid, e outras iniciativas marcantes como a Conferência de solidariedade com a Revolução Sandinista da Nicarágua.

Desempenhou um papel de relevo na luta pelo desarmamento, em particular o desarmamento nuclear em que é de destacar o Movimento ZLAN, Zonas Livres de Armas Nucleares, envolvendo numerosos municípios portugueses.

Silas Cerqueira foi membro da Direcção do Conselho Português para a Paz e Cooperação durante dezenas de anos e integrava actualmente a sua Presidência. Era também membro da Direcção Nacional do Movimento Pelos Direitos do Povo Palestiniano e Pela Paz no Médio Oriente, MPPM, de que foi um dos fundadores.

Intelectual prestigiado, Silas Cerqueira interveio como conferencista em numerosas iniciativas, tendo-se licenciado em ciências histórico-filosóficas pela Universidade de Coimbra, especializou-se em ciências políticas e relações internacionais na Universidade de Paris. Foi professor da Universidade do Minho na área das ciências políticas e leccionou em Angola no quadro da solidariedade com o MPLA.

O PCP manifesta o seu pesar pelo falecimento do camarada Silas Cerqueira e expressa à sua família sentidas condolências.

O PCP informa que o velório terá lugar a partir de Quarta-feira na Casa da Paz (sede do CPPC) e que o funeral de Silas Cerqueira se realizará na Quinta-feira, pelas 17h00, no Cemitério do Alto de São João.

>
  • PCP
  • Silas Cerqueira

Partilhar