Intervenção de Sandra Pereira no Parlamento Europeu

Desigualdades salariais

A disparidade salarial entre homens e mulheres é uma realidade na idade ativa que se agrava na idade da reforma.
Só será possível pôr fim às desigualdades atacando as suas causas de fundo com medidas concretas: a elevação geral dos rendimentos dos trabalhadores e a garantia de igualdade salarial entre homens e mulheres; a valorização da contratação colectiva; o firme combate à precariedade; a redução do horário de trabalho para as 35 horas semanais.

Para além disto, é preciso dar protecção na maternidade; criar redes públicas de cuidados para crianças e idosos; exigir medidas concretas que dotem os serviços públicos dos necessários recursos financeiros, técnicos e humanos para intervirem eficazmente na prevenção e combate às discriminações e ao incumprimento da legislação; e, finalmente, defender a existência de uma segurança social pública universal e solidária como única garantia do direito a uma pensão de reforma digna e a um futuro menos desigual.

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar