Pergunta Escrita à Comissão Europeia de Miguel Viegas no Parlamento Europeu

Crise cerealífera em Portugal

Apenas três cereais asseguram quase metade das calorias que a Humanidade consome: trigo, arroz e milho. Apesar da sua importância, Portugal é profundamente deficitário. Em apenas três décadas o país perdeu 71% da área cultivada com cereais. No final dos anos 80, a superfície cultivada com cereais ocupava cerca de 900 mil hectares, quase 10% do território nacional. No ano passado, a área circunscrevia-se a 260 mil hectares, ou seja, menos 71%, uma perda de 640 mil hectares. De acordo com especialistas, o fim das ajudas ligadas e a liberalização das Política Agrícola Comum explica uma boa parte deste quadro.

Hoje Portugal tem um dos níveis mais baixos do mundo em matéria de autoaprovisionamento de cereais. Mas se atendermos aos cereais utilizados para a alimentação humana, a situação é ainda mais alarmante com a produção de trigo a garantir apenas 5% das necessidades do país.

Pergunto como comenta a Comissão Europeia esta vulnerabilidade de Portugal no quadro da sua soberania alimentar e as responsabilidades da PAC para esta situação. Pergunto que instrumentos estão previstos dentro da União Europeia para fazer face a esta emergência nacional que pode a qualquer momento criar enormes dificuldades no abastecimento das populações.

>
  • Economia e Aparelho Produtivo
  • Perguntas
  • Parlamento Europeu
  • Agricultura
  • cereais

Partilhar