Pergunta Escrita à Comissão Europeia de Sandra Pereira no Parlamento Europeu

COVID-19 e a situação dos refugiados

O diretor geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que foi elevada ao estado de pandemia a dispersão do Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, assumindo-se assim como uma ameaça real global.

Actualmente milhares de pessoas refugiadas, que têm chegado a vários países do continente europeu e que têm sido sujeitas a condições desumanas quer nas fronteiras de vários países da UE quer em campos de refugiados sobrelotados, operados pela e na UE, onde se concentram dezenas de milhares, estão especialmente suscetíveis de ser afectadas por esta pandemia.

Urge tomar medidas rápidas e eficazes.

Assim pergunto:
Estão a ser tomadas medidas para garantir que estas pessoas sejam protegidas, face ao alastrar da infecção da COVID-19, nomeadamente tendo acesso a métodos de prevenção e aos cuidados de saúde necessários?

Quais são concretamente as medidas e os apoios já em curso no terreno ou a ser consideradas?

Perante a gravidade da situação nas fronteiras e campos de refugiados, que outras medidas estão a ser tomadas para o rápido e adequado acolhimento e integração destas pessoas, que procuram apoio, no respeito pelo direito internacional?

>
  • União Europeia
  • Perguntas
  • Parlamento Europeu