Declaração escrita de Ilda Figueiredo no Parlamento Europeu

Apresentação do programa da Presidência eslovena

A Presidência eslovena vai continuar a seguir de perto a agenda da Presidência alemã, dando prioridade à ratificação do Tratado de Lisboa, como ficou claro no debate, e como é expressamente referido no seu programa. Sabemos que as elites políticas da União Europeia querem que o Tratado seja ratificado por todos os Estados-membros antes das eleições de 2009. Por isso, mantêm uma forte pressão para que não haja referendos, com excepção da Irlanda onde é constitucionalmente obrigatório, tornando claro o seu entendimento sobre democracia e aproximação dos cidadãos: só quando não correm riscos dos cidadãos se pronunciarem contra as suas opiniões e os seus interesses.

Depois, aparece como grande prioridade aquilo a que chamam o segundo ciclo da Estratégia de Lisboa, para aprofundar as liberalizações e os ataques aos serviços públicos, aos direitos sociais e laborais. De igual modo, receamos que a evolução na situação do Kosovo seja mais uma ameaça à paz e ao desenvolvimento da Europa com uma eventual declaração unilateral de independência.

Entretanto, continuam sem resposta os graves problemas sociais de desemprego, de trabalho precário, de pobreza e de agravamento das desigualdades sociais e territoriais.

Continuaremos a lutar por uma ruptura com estas políticas neoliberais e por uma outra Europa de justiça social, de paz e de progresso social.

>
  • União Europeia
  • Declarações Escritas

Partilhar