Declaração escrita de Ilda Figueiredo no Parlamento Europeu

Apresentação da Comissão e do Programa pelo Presidente Barroso

Na apresentação da nova Comissão Europeia o Presidente Barroso apresentou um programa que é a continuação da política neoliberal, federalista e militarista da antiga Comissão. O colégio de Comissários que apresentou vai seguir as mesmas orientações como verificámos durante as audiências que decorreram nas comissões parlamentares.

Vamos ter um período com propostas de aprofundamento da integração capitalista europeia que estamos a viver. A anterior Comissão já deixou muito trabalho preparado, incluindo as linhas gerais e a dita consulta pública sobre a estratégia que vai dar continuidade à chamada Estratégia de Lisboa. Para já, chamam-lhe Estratégia UE 2020, mas adiantam que servirá para “passar à prática: explorar os instrumentos existentes através de uma nova abordagem”. Ou seja, o que sabemos desde já é que teremos mais do mesmo.

Ignoram a necessidade de balanço da aplicação das medidas tomadas em nome da Estratégia de Lisboa e do grau de concretização dos objectivos então proclamados ou as consequências da aplicação do Pacto de Estabilidade. Escamoteiam que temos mais de 23 milhões de desempregados a nível da UE, com destaque para os jovens cuja taxa de desemprego ultrapassa já os 21% e mais de 85 milhões de pessoas em situação de pobreza. Só podemos votar contra esta nova Comissão.

>
  • União Europeia
  • Declarações Escritas
  • Parlamento Europeu

Partilhar