Declaração de voto de Inês Zuber no Parlamento Europeu

Proposta de resolução sobre a situação na Venezuela

A presente resolução apresenta uma visão mentirosa da situação politica e social na Venezuela, deturpando factos, omitindo acontecimentos, num registo de ódio que procura justificar a sistemática ingerência e agressão que EUA e UE têm imposto ao povo venezuelano. Omite-se, hipocritamente, as sistemáticas tentativas de desestabilização social e de derrube dos governos eleitos em sucessivos actos eleitorais, num profundo desprezo pela vontade popular e pela democracia, nomeadamente através de operações orquestradas e financiadas pelos EUA, como a Operação JERICHO ou o Plano “La Salida”, onde a extrema-direita assume destacado protagonismo, a par dos milhões de dólares para financiar partidos políticos e organizações anti-governamentais.
Adultera-se a realidade em torno de eventos como a detenção de António Ledezma (preso preventivamente não por ser autarca mas por incitar e participar em planificações de golpes de Estado contra o regime constitucional democrático), ao mesmo tempo que ficam esquecidos os confrontos violentos nas ruas permanentemente promovidos pelas forças reacionárias desde 2014, que resultaram na morte de dezenas de pessoas e centenas de feridos.
Suprime-se o expressivo desenvolvimento social que está em curso naquele país – aumento do investimento social, significativa redução da pobreza extrema e malnutrição - num ritmo que poucos, se algum dos países dos subscritores desta resolução, poderão acompanhar.
Votámos contra.

>
  • União Europeia
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu
  • América Latina
  • Imperialismo
  • Revolução Bolivariana
  • Venezuela