Intervenção de Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral, Sessão Pública CDU

Para derrotar a direita, a única opção segura é votar na CDU

Ver vídeo

''

Camaradas e amigos,

Esta campanha da CDU tem sido ímpar.

Uma campanha cheia de determinação e confiança. Uma campanha de convicção, que aposta num futuro melhor para Portugal e para o nosso povo.

A campanha da CDU trouxe para o debate político os problemas reais das pessoas e do nosso País.

A campanha da CDU falou com clareza do necessário aumento geral dos salários e da valorização das reformas. Assumiu sem hesitação a urgência das medidas para salvar o Serviço Nacional de Saúde e para valorizar a Escola Pública.

Apresentou compromissos firmes para a defesa de um ambiente saudável e para dar centralidade ao apoio à cultura e à produção artística. Afirmou como essencial o aumento da produção nacional como elemento determinante para o desenvolvimento do País.

Uma campanha que sublinhou que, para uma sociedade mais justa, é indispensável proteger quem trabalha. Falamos no salário; num horário que deixe espaço para a vida e numa estabilidade que lhe dê segurança.

Esta campanha é o espelho do que somos: gente determinada a dar voz ao trabalhadores e ao povo e a defender os seus direitos. Uma força decisiva para fazer avançar o País. Essa é a força da CDU!

Camaradas e amigos,

Criaram nesta campanha uma ideia artificial de bipolarização entre PS e PSD, querendo dar a ideia de opção única entre estes dois partidos. Mas a vida já provou e o povo português sabe que há mais vida para além de PS e PSD.

O povo português sabe que o que determina o futuro, como se viu em 2015, é a luta e a correlação de forças na Assembleia da República.

O que é decisivo é saber que força vai ter a CDU no próximo Parlamento.

Sabemos que o programa da direita, ainda que tentem esconder, é vasto, concreto e profundamente negativo. Querem recuperar o tempo perdido para aprofundar a sua política de destruição de que os portugueses ainda se lembram bem.

Por isso é que o PSD e outros partidos da direita, pouco falam das suas propostas em concreto. É por isso que o voto na CDU é tão importante. É decisivo, porque é o voto que conta para derrotar a direita e a sua política.

Mas é importante relembrar e reafirmar quem é responsável por essas dificuldades.

As dificuldades que os trabalhadores o povo e o País enfrentam são responsabilidade do Governo PS e da sua recusa em aceitar as propostas da CDU.

Propostas para, por exemplo, salvar o SNS, como é o caso das medidas para fixar e atrair profissionais de saúde. É que, na saúde, como em tantas outras áreas, ficar parado não é suficiente. Se não se tomam medidas para resolver os problemas e avançar, eles agravam-se cada vez mais.

E o PS recusou essas medidas essenciais.

Camaradas e amigos,

Para derrotar a direita, a única opção segura é votar na CDU!

Como se pode confiar o voto ao PS se os seus dirigentes se multiplicam em declarações sobre o diálogo com todos, para depois clarificarem que podem governar lei a lei com o PSD, ou aprovar os Orçamentos com o PSD?

E até mesmo, como dizia ontem o dirigente do PS, Augusto Santos Silva, estabelecer um acordo de cavalheiros entre PS e PSD para poderem governar à vontade?

À vontade, ou antes, para fazer a vontade a António Saraiva, o sempre presente patrão dos patrões, que pedia um acordo escrito entre os dois maiores partidos!

Dizer que se vai falar com todos é esconder uma decisão já tomada. Quem quer uma política de esquerda não a pode negociar com todos!

O que é inquestionável é que o PS admite, e provavelmente deseja entendimentos com o PSD. Por isso só o voto na CDU é seguro para rechaçar a direita, mesmo que ela venha pela mão do PS.

Só o voto da CDU pode mostrar ao próprio PS que esse não é o caminho que os portugueses querem. Só o voto na CDU constrói a convergência que é necessária: a convergência para dar solução aos problemas.

Camaradas e amigos,

A CDU marcou esta campanha porque se apresentou como a força da convergência. Não para qualquer arranjo ou solução de conveniência, mas para uma verdadeira política que garanta o progresso do país e a melhoria da vida dos trabalhadores e do povo!

Por isso, a CDU está em claro reforço e crescimento. A CDU vai contar no dia 30 e vai contar ainda mais no dia 31 e nos dias que se seguirão!

Cada um de nós tem ainda uma importante missão a cumprir nas próximas horas e nos próximos dias. É a missão de falar com todos os que ainda estão hesitantes e dizer-lhes, com toda a confiança, que o voto seguro é na CDU!

É a missão de esclarecer que o que vamos eleger no Domingo são deputados e, que aqui no Porto, vamos eleger os deputados da CDU pelo distrito do Porto, que têm um trabalho notável ao serviço das populações.

É a missão de divulgar as propostas que temos para os problemas do país. De confirmar que a CDU foi e será a força decisiva para avançar para uma vida melhor para todos os portugueses.

Que nenhum voto falte na CDU! Que a força da CDU cresça e se reforce, porque é com a CDU que os trabalhadores e o povo contam! É essa força que os trabalhadores e o povo encontrarão em cada um dos dias dos próximos anos.

E sabemos que cada voto na CDU no dia 30 é decisivo, também aqui no distrito do Porto, para dar solução aos problemas do povo e do País.

Votar na CDU é decisivo para avançar no futuro que queremos construir. Um futuro que conta com a nossa determinação e com o apoio de todos os que aspiram a uma vida melhor!

Viva a CDU!

>
  • Central
  • CDU
  • eleições legislativas 2022
  • legislativas 2022