Declaração de Diana Ferreira, Deputada do PCP à Assembleia da República

Pagamento de mensalidades das creches: são precisas respostas do Governo

Ver vídeo

''

O PCP confrontará, amanhã, a Ministra do Trabalho sobre problemas que persistem na vida dos trabalhadores e das famílias e que se aprofundam de forma acentuada na situação que vivemos actualmente. Entre as várias matérias que abordaremos, insistiremos com o Governo sobre a situação de famílias que estão confrontadas com o pagamento de mensalidades de creches e de outras respostas de apoio à infância, num contexto em que essas respostas estão suspensas e em que pais e mães têm cortes nos salários e noutros rendimentos - pais em teletrabalho, de férias forçadas, muitos com redução de salário em 1/3, sendo ainda incalculável os que perderam o seu posto de trabalho; uma situação que significa uma diminuição brutal no rendimento das famílias, num quadro em que se dá um aumento considerável nas despesas familiares; uma situação, para muitas famílias, incomportável.

No final de Março, o PCP dirigiu uma pergunta ao Governo expondo esta situação e colocando a necessidade de se garantir apoios às famílias. O Governo ainda não respondeu a essa pergunta e na audição de amanhã insistiremos na necessidade dessa mesma resposta, porque a situação de muitas famílias dificultará, ou tornará em muitos momentos impossível, o pagamento integral da comparticipação familiar em muitas instituições.
Importa, assim, que sejam tomadas medidas que garantam a continuidade da frequência das instituições para estas crianças, considerando que a ausência das crianças destas instituições não é uma escolha e vontade dos pais, mas sim um imperativo do momento que vivemos. E importa saber, como o PCP já questionou, se o Governo pondera a atribuição de algum apoio específico para estas situações, que salvaguarde a situação das instituições e que apoie também as famílias.

É esta pergunta que dirigiremos, novamente, à Ministra do Trabalho na audição de amanhã.

>
  • Assuntos e Sectores Sociais
  • Assembleia da República
  • COVID-19