Intervenção de Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral, Desfile CDU

Cada voto na CDU, cada deputado do PCP e do PEV é a certeza dum compromisso firme com os trabalhadores e o povo

Ver vídeo

''

Amigos e Camaradas:

Aqui estamos nesta cidade da liberdade e de grande calor humano que é o Porto. Estamos a muito poucas horas do encerramento oficial da campanha eleitoral para a Assembleia da República.

Permitam-me, em primeiro lugar, que daqui dirija um agradecimento a todos os homens, mulheres e jovens que aqui, e por todo País, se envolveram com dedicação e trabalho para assegurar o êxito da campanha eleitoral da CDU.

Uma campanha onde os eleitos e candidatos da CDU prestaram contas do trabalho realizado. Apresentando-se de cara levantada perante quem os elegeu e perante as populações, honrados que foram os seus e os nossos compromissos.

O Porto sabe que os deputados das forças da CDU - o PCP e o PEV - têm um trabalho notável. E é por isso que estamos certos que continuarão a depositar na CDU o seu apoio.

Estamos certos que não vão faltar com o seu voto, e estamos também certos que novos eleitores têm olhado para estes profícuo trabalho e para os compromissos que assumimos! E olhando para o trabalho que realizámos e queremos realizar têm razões para dar pela primeira vez o seu voto à CDU!

Fizemos uma campanha que falou daquilo que interessa. Das dificuldades; da situação do país e das propostas e soluções para resolver os problemas concretos.

Falámos disto e não apenas de supostos cenários de governação, lançados para facilitar a vida a PS e PSD, para fomentar a bipolarização da vida política portuguesa e relançar, como é desejo dos grandes interesses económicos, a velha e gasta alternância sem alternativa.

Essa ardilosa manobra que pretende subverter a natureza destas eleições que visam a escolha de 230 deputados. Iludem que são as maiorias que se formam na Assembleia da República que, e muito justamente, determinam os governos. Que são várias as soluções possíveis. A vida mostrou-o em 2015.

Por isso, é tão importante o voto na CDU!É decisivo o seu reforço para que conte e pese na determinação das soluções do futuro, para combater o retrocesso e a estagnação e para garantir o progresso do País.

Por isso são tão importantes mais votos e mais deputados da CDU que são tão mais necessários quanto vemos que PS e PSD, movidos por um acordo tácito, não vão mexer uma palha em nada que possa pôr em causa os grandes interesses instalados. Esses interesses que têm sugado todos os recursos e meios disponíveis. Esses recursos e meios que são necessários ao desenvolvimento.

Preparam-se para continuar a sugar a fatia de leão dos milhões que a propaganda anuncia com pompa e circunstância serem destinados ao País. Esses interesses que estão no pódio das fugas para os offshores; que canalizam milhões de dividendos para o estrangeiro, em detrimento do investimento e desenvolvimento nacional.

O PSD aí está, vestindo à pressa e em tempo de eleições a “pele de cordeiro”, para de seguida mostrar a sua verdadeira natureza, como fizeram no último governo que comandaram.É vê-los, PSD e outros partidos da direita, a dissimularem as suas propostas em concreto. Não falam da sua vontade de fragilizar ainda mais a legislação laboral e de privatizar não só empresas, como serviços públicos.

Não falam dos seus planos para atacar o direito à saúde ou o seu objectivo de aplicar uma política fiscal ainda mais favorável aos grandes interesses, que não se vai traduzir em aumentos dos salários, mas sim no aumento dos lucros dos accionistas das grandes empresas e grupos económicos.

Sabem bem que se abrissem o jogo só teriam a perder. Por isso escondem e não querem falar desse programa. Mas ele está lá e é esse programa e esses objectivos de retrocesso que aspiram poder voltar a concretizar.
E é ver o PS, prometendo para as calendas o que se impunha e tem recusado fazer hoje.

Sim, a CDU é a força decisiva para dar solução aos problemas dos trabalhadores e do povo, para dar força a uma política que abra perspectivas de um País mais justo e desenvolvido.

É o voto na CDU que decide para derrotar a direita e a política de direita e impedir o que PS e PSD preparam pela calada.

Bem podem fazer de amuados, bem podem fingir discórdias, mas o que ensaiam são acordos para pela mão de um ou de outro, dar andamento à política de direita. Bem pode o PS dizer que quer derrotar a direita quando já anunciou que pode vir a governar lei a lei com o PSD ou quando vemos Augusto Santos Silva a propor um acordo de cavalheiros para PS e PSD poderem governar à vontade.

Não admira que se ouça o patrão dos grandes patrões, a defender entusiasmado um acordo entre PS e PSD. Ele sabe bem do que fala!

Ele e eles sabem bem que esse acordo é a garantia de que não haverá resposta para os direitos dos trabalhadores, para os seus salários e condições de trabalho.

O que o país precisa é de soluções não é arranjinhos para a estagnação e o retrocesso! O que é preciso é dar resposta aos problemas. É para isso que a convergência tem de ser construída.

E é com a força decisiva e o voto na CDU a 30 de janeiro, que no dia seguinte às eleições se determinará a convergência necessária para a solução dos problemas.

Neste tempo de incerteza quanto ao desfecho das eleições, no Domingo, o voto na CDU é a certeza contra o retrocesso e a estagnação, contra a direita e a extrema direita.

Cada voto na CDU, cada deputado do PCP e do PEV é a certeza dum compromisso firme com os trabalhadores e o povo. Cada voto na CDU é a certeza dum compromisso firme pelos salários e as pensões; pelo direito à saúde e à habitação; pelos direitos das crianças e dos pais, por um Portugal desenvolvido e soberano.

Pode haver incerteza quanto ao resultado das eleições, mas não há dúvida sobre qual é a política da direita. A política de direita é a política que agrava os problemas do país e castiga os trabalhadores e o povo. E também não há dúvida de que se prepara o encosto do PS ao PSD e que a única maneira de o contrariar é reforçar a CDU.

Pode haver incerteza quanto ao resultado das eleições, mas a certeza que temos é que votar CDU no próximo Domingo garante que esta força, que foi decisiva nos últimos anos, vai continuar a ser decisiva no futuro.

O voto na CDU mais uma vez vai decidir! A CDU é a alavanca da convergência para as soluções para o País.

Daqui apelamos aos trabalhadores, aos jovens, aos reformados, aos democratas que votem na CDU! Votar é seguro, que nenhum voto falte nesta hora decisiva!

Sim a CDU vale a pena! Vale a pena porque é a força com que se pode contar todos os dias, a força que não desiste e que marca presença na hora de dar voz aos direitos dos trabalhadores e do povo.

A CDU vale a pena porque é a força com soluções e resposta para as mais profundas aspirações populares, que no dia a seguir as eleições cá estará, pronta a assumir todas as responsabilidades que o povo lhe queira atribuir.

Esta força cá estará para fazer valer os direitos dos trabalhadores e do povo e assegurar melhores condições de vida, num País com futuro!

VIVA a CDU!

>
  • Central
  • CDU
  • eleições legislativas 2022
  • Porto