Intervenção de Nuno Cavaco, XXI Congresso do PCP

A luta contra terminal aeroportuário no Montijo

Ver vídeo

''

Camaradas,

Quando em Fevereiro de 2017, A ANA e o Governo assinaram o memorando de entendimento para o aprofundamento do estudo do Montijo como solução para a expansão do aeroporto de Lisboa, o governo e toda a máquina do PS ignorando o interesse nacional e os impactos que esta decisão teria sobre o ambiente e a saúde e segurança das pessoas, tentaram impor a solução que a VINCI queria a coberto do esgotamento da capacidade de crescimento da Portela e da falta de tempo para construir o que efectivamente fazia falta, um novo Aeroporto Internacional de Lisboa.

Em 2018, foi constituída a plataforma unitária, “AS PESSOAS PRIMEIRO, NÃO AO AEROPORTO NA BASE AÉREA 6 NO MONTIJO”. Desde logo assumiu que era preciso informar a população. A plataforma promoveu debates e sessões de esclarecimento em vários concelhos, produziu comunicados e notas de imprensa, participou em programas televisivos.

Em Setembro de 2018, a Plataforma, organiza uma marcha contra o aertoporto no Montijo que percorreu a principal artéria das freguesias da Baixa da Banheira e de Alhos Vedros e que juntou mais de 400 pessoas.

Em Setembro de 2019 e depois de uma consulta pública do estudo de impacto ambiental, a Declaração de Impacto Ambiental foi emitida com decisão favorável condicionada ainda que das 1180 participações só 10 foram favoráveis os restantes 1170 pareceres de cidadãos, organizações não-governamentais de ambiente, associações e outros representantes da sociedade civil e autarquias, técnicos especialistas de diversas valências, manifestam uma forte e sustentada contestação este projecto pelos impactes negativos muito significativos.

Este é mais um processo nebuloso que não tem em conta os interesses do país e das populações e que, por isso conta com a luta acção do PCP para que seja a alterada a decisão no sentido da defesa das populações e do interesse nacional.

Um elemento central para que a VINCI e o governo não tivessem concretizado a sua intenção, e concretizado este crime ambiental económico e esbulho de recursos públicos foi a luta das populações.

Nada está decidido, mas a luta e o empenho mostraram mais uma vez que são o caminho. Se as populações não tivessem lutado, se o partido não tivesse estado na linha da frente neste combate, se as autarquias geridas pela CDU não tivessem contestado o processo, e a construção do aeroporto/apeadeiro no Montijo estaria em andamento.

Esta luta é mais um exemplo, de que vale a pena lutar, bem pode o capital não desistir das suas intenções, mas todos sabemos que nós também não, e vamos com coragem confiança e determinação prosseguir a luta pela construção de um novo aeroporto internacional no Campo de Tiro de Alcochete que foi e é a melhor solução para o país.

Viva Portugal
Viva o PCP

>
  • Intervenções
  • XXI Congresso
  • Central